Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
e-book

O pai morto (Cód: 9173607)

Barthelme, Donald; Pellizzari, Daniel

Rocco (Livros Digitais)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 24,50
Cartão Saraiva R$ 24,50

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


O pai morto

R$24,50

Descrição

O pai morto é um romance extraordinário, no qual Donald Barthelme exercita com maestria o senso de humor inconfundível que influenciou uma geração inteira de escritores dentro e fora dos Estados Unidos. A originalidade da sua estrutura, composta por capítulos que se aventuram por diferentes estilos e assuntos numa alternância repentina, torna-o um livro de difícil definição. Seu enredo, que não é menos inusitado, talvez possa ser resumido simplesmente como uma celebração desvairada e libertina da morte do seu protagonista.
Morte em termos, pois o Pai Morto é um defunto inconformado com sua condição. Enquanto vai sendo arrastado a contragosto para um destino que ignora, faz questão de exprimir sua contrariedade por meio de uma série de ordens, máximas e imprecações ameaçadoras. Os protestos não conseguem interromper, porém, o falatório meio indecoroso que se desenrola no cortejo à sua volta. Logo notamos que, em vez de luto, este enterro é a ocasião de um grande carnaval literário em que vale quase tudo – fábulas de moral duvidosa, diálogos íntimos, definições enciclopédicas, reflexões metafísicas, aventuras sexuais – com uma única condição: que seja divertido para o leitor.
“Um clássico é um livro que nunca acabou de dizer o que tem a dizer”, segundo a bela definição de Italo Calvino. Quarenta anos depois de sua publicação original, em 1975, a multidão de vozes que povoa este romance continua tendo sempre algo de inesperado a nos contar, e soa sobretudo como um irresistível convite ao prazer da leitura. Nas palavras do prefácio de Donald Antrim: “Lendo O pai morto, sentimos que o autor desfruta de uma liberdade artística quase completa, uma permissão para remodelar, deturpar e até ignorar o mundo como ele se nos apresenta. Rindo com o autor, escapamos da ansiedade e nos sentimos vivos.”

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Rocco (Livros Digitais)
Número de Páginas 240 (aproximado)
Idioma 333
Acabamento e-book
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Epub
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Início da Venda 02/10/2015
Código do Formato Epub
Cód. Barras 9788581225982
Número da edição 1
Ano da Publicação 115
AutorBarthelme, Donald; Pellizzari, Daniel