Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
e-book

O pintor de calçadas (Cód: 3531198)

Frota,Marcos

Bara?na (Edi??o Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 14,45

em até 1x de R$ 14,45 sem juros

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Origem

R$ 49,90

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


O pintor de calçadas

R$14,45

Descrição

Ricardo Reis era apenas menino, e vivia sozinho no mundo. Uma noite, quando exibia seu talento de pintor, riscando o calçadão da praia com pedaços de carvão e giz, ele foi agredido, seviciado e largado nas areias. Recuperado do grosso dos efeitos do sofrimento, ele foi ajudar numa movelaria, onde aprendeu muito. E do que aprendeu tirou proveito para enfrentar os perigos da vida, para entender a insegurança, a fragilidade da justiça, enfim, para interpretar a realidade social, justificar seus feitos e o que desejava fazer - dar razão a si mesmo. Com o tempo, fortaleceu seu corpo, mas, no espírito, a presença do medo roubava a serenidade. O sonho... Ele deve agir, enquanto a dor está represada. Senão, com um pouco mais de tempo, o tempo embotará sua memória, minará suas forças, enfraquecerá sua vontade e, sem demora, ele se confundirá com o próprio flagelo, e pensará que a vida jamais tinha sido de outro jeito. E, mais tarde, também não terá forças para carregar seu próprio corpo, e viverá (pobre coitado!) somente para arrastá-lo pelas ruas, envergado, envergonhado-o fardo moral não se avalia no quilo. É pesado demais. Até que numa tarde de dúvidas e de lutas, ele pegou um martelo de cabeça grande, cabo firme e bem acunhado, e de madrugada meteu as unhas desse martelo na cabeça de seu desafeto. Foi como começou sua escalada de crime... uma coisa alimentando outra. Foi preciso um livro para descrever o que ele fez. E não se disse tudo. Vai ser preciso outro, já em andamento: O último golpe de Ricardo Reis e as Notícias da República de Pitimbu.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Bara?na (Edi??o Digital)
Número de Páginas 189 (aproximado)
Idioma Português
Acabamento e-book
Territorialidade Brasil
Formato Livro Digital Pdf
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Tamanho do Arquivo 753
Início da Venda 08/06/2011
VOLUME 01
Cód. Barras 9999035311988
Número da edição 1
Ano da edição 2010
Ano da Publicação 2010
Mês da Publicação JULHO
AutorFrota,Marcos