Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
e-book

Ontologia da violência (Cód: 9358734)

Aguinaldo de Bastos;Alexandre Marques Cabral;

Editora Mauad (Livros Digitais)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

De: R$ 38,20

Por: R$ 28,65

em até 1x de R$ 28,65 sem juros

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Ontologia da violência

R$28,65

Descrição

Ontologia da violência: o enigma da crueldade propõe-se a pensar o ser da violência desconstruindo as bases tradicionais antropológicas da compreensão deste problema. Por muito tempo, o Ocidente disse ser o homem um animal racional. Controlando a animalidade do homem, a violência seria superada. No entanto, não existe nenhum animal genocida. Entre cães, gatos e cavalos não surgiu sequer uma chacina ou campo de extermínio. Ao mesmo tempo, a razão tecnocrática, com seu ímpeto dominador e controlador da realidade, elevou aos estertores o poder de destruição humana. Por isso, o livro afirma que a violência é uma possibilidade sempre presente da totalidade da existência humana. Ela nasce de um tipo específico de existência: aquela que não suporta a presença da alteridade, além de não tolerar o caráter temporal e transitório da realidade. Somente uma vida degenerada, que não suporta os “riscos” impostos pela alteridade e pelo devir, procura negar o outro como meio para sua autoafirmação. Episódios como a homofobia, a sexofobia, a perseguição dos negros, as guerras mundiais, são meios de disseminação de uma vida (cultural) degenerada. Neste sentido, ao inquirir o ser da violência, Ontologia da violência abre portas para um enfrentamento radical desse problema, sem sugerir fórmulas mágicas, soluções românticas ou esperanças racionalistas.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Editora Mauad (Livros Digitais)
Idioma Português
Acabamento e-book
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Pdf
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Tamanho do Arquivo 4039
Início da Venda 19/07/2016
Cód. Barras 9788574786476
Ano da Publicação 2016
Mês da Publicação JULHO
AutorAguinaldo de Bastos;Alexandre Marques Cabral;