Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
  • Google Plus
Livro Digital

Os Cigarras e os Formigas e outras peças (Cód: 9354441)

Maria Clara Machado

Nova Fronteira (Livros Digitais)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 29,90
Cartão Saraiva R$ 29,90

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Os Cigarras e os Formigas e outras peças

R$29,90

Descrição

O TABLADO apresenta:Os Cigarras e os Formigas (1974), uma história de amor entre membros de famílias inimigas. Música, romantismo e muita confusão dão a tônica a essa fabulosa adaptação de Romeu e Julieta. E também João e Maria (1979), a versão teatral do clássico da literatura infantil: dois irmãos se perdem no meio da floresta e enfrentam muitos perigos nas mãos da bruxa. Já na academia do instrutor Carlos Gardênio, se desenrola uma trama repleta de mistério e ginga para se dançar Um tango argentino (1972). O Dragão Verde (1983) é uma divertida aventura na disputa pelo coração da princesa. Com esta peça, Maria Clara ganhou o prêmio Mambembe em 1984. E temos ainda a inédita Passo a passo no Paço (1992), que conta a história da família real no Brasil de um jeito muito engraçado. Tudo no melhor estilo de Maria Clara Machado.O escritor Aníbal Machado afirma em um de seus livros que o personagem João Ternura só morreria quando a última pessoa que lembrasse ou gostasse dele morresse. Certamente uma obra como a de Maria Clara Machado (filha de Aníbal) não foi criada por alguém que quisesse apenas ser lembrada e amada, mas, para mim, as adoráveis personagens, as extraordinárias histórias e o meu querido tablado a mantêm viva. Conheci a mulher antes da artista. Morando em Ipanema desde que nasci, tinha o prazer de vê-la passar por minha rua e acho que meus pais devem ter dito: “Ela escreve peças para crianças.” Ou eu simplesmente a reconhecia como tal e sentia a atmosfera mágica do Tablado me chamando precocemente. A primeira peça de sua autoria a que assisti foi A menina e o Vento. Devia ser muito criança, mas a impressão é de que aquele primeiro encontro que temos com a vocação se deu ali. Agora, relendo a peça, compreendo o porquê. O talento criativo, a inteligência, o humor e principalmente a emoção transbordam dos diálogos de Maria Clara. A menina Maria diz: “Mamãe, estou voando por aí. Não fiquem aflitos. Conheci d. Ventania e sua filha Brisa, que é muito delicada e amável.” E mais adiante, na mesma carta para a mãe: “O Vento perguntou se eu queria virar brisa do mar. Estou pensando ainda. Gosto muito de mar. Mas acho que prefiro ser eu, apesar de tudo.” Depois disso, durante toda a minha infância, perseguia com meu pai suas peças nos jornais e saíamos nós dois para nosso programa preferido. Eu voltava com a imaginação tão estimulada que acabei estudando teatro no colégio, um colégio só de meninas. Minhas primeiras montagens foram A Bruxinha que era boa e Os Cigarras e os Formigas. Com a falta de meninos na turma, o Bruxo e Billy Rubina se tornaram meus primeiros desafios. Foi com Maria Clara, portanto, que descobri o prazer de assistir, fazer e ler teatro. Falando em prazer, aproveito para entrar no que me parece ser um dos assuntos de Os Cigarras e os Formigas: trabalhar no que se ama, desafiar com bom humor as convenções, amar e cantar para todos os males espantar. Nesse sentido a vida e a obra de Maria Clara Machado se confundem. Trabalhou para crianças, com crianças e jovens, brincou e jogou com eles sem nunca os subestimar. Logo nas cinco primeiras brilhantes páginas de Os Cigarras e os Formigas, em que a família Formiga e as Batistas são apresentadas, percebemos nítida crítica à falsa moral e aos bons costumes e claro estímulo à transgressão. Isso em 1976. A alegria de ter conhecido Maria Clara e sua excelente dramaturgia cheia de lirismo e fantasia ajuda a manter viva a criança que ainda sou.Malu Mader

Características

Produto sob encomenda Sim
Marca Nova Fronteira (Livros Digitais)
Cód. Barras 9788520922071
Territorialidade Internacional
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Código do Formato Epub
Número de Páginas 352 (aproximado)
Ano da Publicação 116
Peso 0.00 Kg
AutorMaria Clara Machado

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Os Cigarras e os Formigas e outras peças