Artboard 33Artboard 16Artboard 18Artboard 13Artboard 42Artboard 21Artboard 4Artboard 5Artboard 45Artboard 22Artboard 7Artboard 42Artboard 23Artboard 12Artboard 28Artboard 17?Artboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32Artboard 6Artboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11Artboard 41Artboard 11Artboard 23Artboard 10Artboard 4Artboard 9Artboard 6Artboard 8Artboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44Artboard 16Artboard 24Artboard 13Artboard 5Artboard 24Artboard 31Artboard 1Artboard 12Artboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44Artboard 9Artboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35Artboard 15Artboard 14Artboard 50Artboard 26Artboard 14Artboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37Artboard 46Artboard 33Artboard 8

Os Filhos da Clandestinidade - Avril 2016 (Cód: 9379790)

Adelino Cunha

Esfera Dos Livros

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 98,50

em até 3x de R$ 32,83 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 93,58 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 3x sem juros de


Os Filhos da Clandestinidade - Avril 2016

R$98,50

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

A odisseia das crianças enviadas secretamente para o outro lado da Cortina de Ferro. Álvaro Cunhal exilou-se na União Soviética com a companheira, a filha bebé e uma cunhada, para evitar ser recapturado pela PIDE após a monumental fuga colectiva do Forte de Peniche, em Janeiro de 1960. A instalação do secretário-geral na União Soviética no ano seguinte, provocou assim uma ruptura na História do PCP, na medida em que abriu portas para o primeiro exílio da direcção comunista e a progressiva constituição de colectivos de exilados em Moscovo, Praga, Bucareste, Paris e Ivanovo. Álvaro Cunhal autorizou ao longo dos anos seguintes a saída para o exterior dos funcionários que estavam em risco de serem presos pela PIDE, companheiras e viúvas, e de dirigentes com capacidades específicas para executar no exílio tarefas de apoio à luta em Portugal. Esta é uma realidade até agora silenciosa. Trata-se de um exílio não reconhecido, transitório e de compromisso, na medida em que, apesar do comunismo ser uma ideia extra-territorial, para o PCP o interior foi sempre o lugar da sua legitimação revolucionária.

Apesar de Álvaro Cunhal só ter regressado a Portugal após o 25 de Abril de 1974, sempre defendeu que a revolução tinha de ser feita com o povo e pelo povo e tinha de ser feita no interior e não a partir do exílio. No entanto, ao longo de toda a década de 60, permitiu a formação destas famílias de comunistas exilados, e assistiu depois ao seu desmoronar devido aos refluxos provocados no movimento comunista internacional pela invasão da Checoslováquia e pela ascensão dos grupos maoístas nas membranas da esquerda. A combinação invulgar de circunstâncias resulta numa história nova do PCP e revela também uma realidade até agora desconhecida: a desagregação das famílias dos funcionários clandestinos, cujos filhos foram enviados secretamente para a União Soviética. Estes filhos da clandestinidade assumem-se hoje como os danos colaterais da luta dos seus pais. As duas primeiras crianças chegaram a Ivanovo em 1963 e as últimas foram enviadas em 1972. Neste período, o PCP colocou na Internatzionalny Dom, em Ivanovo, mais de uma dezena de filhos de dirigentes clandestinos, que tinham na altura entre os 5 e os 10 anos, e que perderam o contacto com os pais e as famílias durante a sua infância. O seu exílio representa um fenómeno extremo e as suas histórias de vida surgem pela primeira vez integradas na História do PCP e do movimento comunista internacional.

Características

Peso 0.44 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Esfera Dos Livros
I.S.B.N. 9789896267476
Referência 9789896267476
Altura 23.50 cm
Largura 16.00 cm
Profundidade 1.00 cm
Número de Páginas 368
Idioma Português (Portugal)
Acabamento Brochura
Cód. Barras 9789896267476
Ano da edição 2016
País de Origem Portugal
AutorAdelino Cunha