Frete Grátis
  • Google Plus

Paris - Maio de 68 - Col. Baderna (Cód: 2539158)

Solidarity,Grupo

Conrad

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 25,00
Cartão Saraiva R$ 23,75 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

O mês de maio de 1968 na França é um marco político e cultural para o ocidente - mas também uma passagem histórica nublada, confusa, cheia de suposições e pretensos e falsos líderes (Debord, Marcuse ou Cohn-Dendit). Paris: Maio de 68 é o relato mais vívido, sincero e direto que existe sobre esse momento decisivo da história francesa. Produzido pelo grupo inglês Solidarity, a brochura foi publicada na Grã-Bretanha já em junho de 1968. Apesar de não assinada, era um retrato fiel dos acontecimentos que abalaram Paris - cada paralelepípedo, cada muro grafitado, cada panfleto e grito de guerra estão presentes. Se importando pouco com as manifestações da velha política, Paris: Maio de 68 é um livro preocupado essencialmente com a urgência da vida que desabrochava pelas ruas de Paris. Em Nanterre, na Sorbonne, na fábrica da Renault, nas ruas de toda a capital francesa o mundo veio abaixo numa única grande festa - afinal, como lembram os slogans dos muros, 'Operários de todo o mundo, divirtam-se', afinal, 'o tédio é contra-revolucionário'. Sua autoria é atribuída a Maurice Brinton - alter ego do neurologista inglês Christopher Agamemnon Pallis (também conhecido por ser o autor do verbete 'morte' na Enciclopédia Britânica, entre outras peripécias). Pallis enxergava desde 67 no movimento estudantil francês uma alternativa radical ao stalinismo do Partido Comunista local, e pôde conferir com os próprios olhos as revoltas estudantis e a greve geral que transformaram o cotidiano francês em maio de 1968. Também pôde ver o esforço contra-revolucionário do Partido Comunista, que tentava desesperadamente tomar controle das manifestações espontâneas surgidas nas universidades e nas fábricas.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Conrad
Cód. Barras 9788576162957
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788576162957
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2008
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 80
Peso 0.20 Kg
Largura 14.00 cm
AutorSolidarity,Grupo

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Paris - Maio de 68 - Col. Baderna