Artboard 33Artboard 16Artboard 18Artboard 13Artboard 42Artboard 21Artboard 4Artboard 5Artboard 45Artboard 22Artboard 7Artboard 42Artboard 23Artboard 17?Artboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32Artboard 6Artboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11Artboard 41Artboard 11Artboard 23Artboard 10Artboard 4Artboard 9Artboard 6Artboard 8Artboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44Artboard 16Artboard 24Artboard 13Artboard 5Artboard 24Artboard 31Artboard 1Artboard 12Artboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44Artboard 9Artboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35Artboard 15Artboard 14Artboard 50Artboard 26Artboard 14Artboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37Artboard 46Artboard 33Artboard 8
e-book

Pedagogia filosófica: cercanias de um diálogo (Cód: 4886704)

Dalbosco,Claudio Almir

Paulinas Editorial (Ed. Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 20,50

em até 1x de R$ 20,50 sem juros

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Pedagogia filosófica: cercanias de um diálogo

R$20,50

Descrição

'A obra compõe-se de oito ensaios relativamente independentes, mas todos vinculados aos projetos de pesquisa Teorias da Ação e Educação e Iluminismo e Pedagogia, o primeiro inserido na linha de pesquisa Fundamentos da Educação do PPG em Educação e o segundo no Curso de Filosofia e ambos ao Núcleo de Pesquisa em Filosofia e Educação (Nupefe) da Universidade de Passo Fundo (UPF/RS).

Começa por mostrar que, dentro da problemática atual da educação, é preciso restabelecer e estreitar a relação entre filosofia e pedagogia sobre novas bases: uma nova epistemologia dialógica. Se na tradição clássica tal relação se dava com fundamento em pressupostos metafísico-essencialistas, na Idade Média, sob orientação dos princípios teológicos e na modernidade na perspectiva da epistemologia científico-instrumental, hoje se encontra precarizada e fragilizada pelo realismo positivista que domina teórica e praticamente o quotidiano pedagógico. Do conhecimento dessa realidade e insatisfeito com ela, o autor colhe a tarefa de resgatar a relação entre filosofia e pedagogia assentando-a sobre nova base, a natureza dialógica da ação humana como momento de realização do próprio sujeito humano.

A questão das fronteiras entre filosofia e pedagogia já vem de longe. Atualmente, porém, no contexto das renovadas críticas à racionalidade cartesiana moderna e ao positivismo, o tema do estatuto epistemológico da pedagogia assume nova relevância, sobretudo no referente ao campo próprio da pedagogia e aos procedimentos teórico-metodológicos adequados à sua compreensão e prática.

Sendo assim, qual é o fio condutor para tornar produtiva a tensão entre filosofia e pedagogia? Ele consiste - e esta é a hipótese geral que perfila a diversidade dos oito ensaios - em tomar o conceito de ação humana como ponto de cruzamento entre ambas. Partindo dos conceitos de educação, pedagogia e filosofia, o autor os aproxima como formas equivalentes de análise da realidade concreta da ação humana vista como auto-realização do sujeito em comunicação com seu semelhante, valorizando, dessa forma, o agir pedagógico em contraposição ao fazer pedagógico tal como o entendia a pedagogia concebida como puro instrumento do saber. Em decorrência, a pedagogia deixa de ser uma técnica de transmissão de saber para se tornar um cuidado voltado para o desabrochar do sujeito.

A cultura pragmatista e mecanicista, dominada pela lógica da eficiência e do poder, é um grande obstáculo à pedagogia assim concebida, desenhando-se a necessidade de uma postura crítica da realidade como condição para uma transformação cultural muito além do recurso à ética ou a um simples moralismo.

A partir desse ponto, o autor procura elaborar uma reflexão sistemática sobre a relação iterativa entre auto-conhecimento e cultura como caminho que nos possa conduzir a uma autêntica filosofia da educação. A obra se completa com dois ensaios mais específicos, sobre o envelhecimento, como caminho de sabedoria e com uma crítica da noção nietzschiana de sujeito.

Situando-se em continuidade com a problemática kantiana, nietzscheana, heideggeriana e habermasiana, sem descurar a riqueza das tradições socrática e platônica, o autor confere grande profundidade e relativa originalidade à sua tese em favor de uma epistemologia dialógica da pedagogia.'

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Paulinas Editorial (Ed. Digital)
Número de Páginas 232 (aproximado)
Idioma Português
Acabamento e-book
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Epub
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Tamanho do Arquivo 1399
Início da Venda 26/03/2013
VOLUME 1
Cód. Barras 9999048867045
Número da edição 1
Ano da edição 2013
Ano da Publicação 2013
Mês da Publicação MARÇO
AutorDalbosco,Claudio Almir