Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 42 Artboard 21 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 42 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 23 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 6 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 43 Artboard 44 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 46 Artboard 8

Pelas Varandas Amenas do Outono (Cód: 9923665)

Ayub, Naíma Kepes

Editora Buqui

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 30,00

em até 1x de R$ 30,00 sem juros
Boleto: R$ 27,00 (-10%)
Cartão Saraiva: 1x de R$ 28,50 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Pelas Varandas Amenas do Outono

R$30,00

Descrição

Nunca dantes o mundo foi tão antipoético como nesse século 21. Este é um tempo que nos dói. Navegando por mares revoltos, não temos mais bússolas; pelos oceanos da indiferença, os ancoradouros são raros, e o porto seguro se distancia. A violência nos espreita a todos, construindo um duro cotidiano de tóxicas incertezas e mal-estar.
Qual é o nosso ponto de chegada? Por que se corre tanto? Como viver o amor? O que deve ser ensinado às crianças? Quais as certezas que temos?
'PELAS VARANDAS AMENAS DO OUTONO' é um sopro de humanidade como que a nos dizer que é possível resistir. Abrir algumas brechas de suavidade pelo caminho. Oásis onde se possa respirar um ar mais limpo e uma vegetação de onde brotam labaredas de paz. Mas, contrariamente ao que seria esperado, a autora não sobrevoa as contradições e a inquietude que povoam seu mundo. Múltipla, ela remete a indagações existenciais como fraturas expostas, abre um leque que vai desde as inevitáveis dores da vida até pequenos tropeços, garimpando alegrias e rindo de si mesma e suas esquisitices. Bem assim... Tudo isso numa rigorosa sonoridade, trazendo palavras que, nessa opção estética, celebram o prazer das metáforas, da rima, o estilo leve em que a candura não dispensa a profundidade. Quando se pensa que o tom é lírico e subjetivo, surge uma Naíma politizada, sensível e preocupada com a injustiça e a desigualdade. Era pra dizer que o mundo devia ser de outro jeito. Nas entrelinhas, perpassa toda uma sinceridade, até em demasia... uma radicalidade e um convite para passear pelas varandas de utopia deste ameno outono.

Características

Peso 0.44 Kg
Produto sob encomenda Não
Editora Editora Buqui
I.S.B.N. 9788583383840
Altura 21.00 cm
Largura 14.00 cm
Profundidade 1.00 cm
Número de Páginas 136
Idioma Português
Acabamento Brochura
Cód. Barras 9788583383840
Número da edição 1
Ano da edição 2017
AutorAyub, Naíma Kepes