Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

Poesia 1918 - 1930 (Cód: 1798799)

Pessoa, Fernando

Companhia Das Letras

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 67,90

em até 2x de R$ 33,95 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 64,51 (-5%)

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Origem

R$ 49,90

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 2x sem juros de R$ 0,00


Poesia 1918 - 1930

R$67,90

Descrição

Fernando Pessoa marcou a poesia do século xx sobretudo por ter se desdobrado em vários, com a invenção de poetas imaginários como Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis.Mas, enquanto “eus”, o autor tão multifacetado não
deixava de modelar a própria faceta.
'Poesia 1918-1930' é o segundo dos três volumes que reúnem os versos que ele não atribuiu a nenhum de seus “heterônimos”. Por muito tempo, dessa parte da sua obra se conhecia apenas o livro Mensagem e mais os poucos poemas que
ele publicou em vida, em revistas literárias, ou enviou por carta a seus amigos. Nas últimas décadas, os pesquisadores
começaram a dar maior atenção ao vasto acervo de inéditos que o poeta deixou sem atribuição. Centenas deles só viriam
a ser publicados no século xxi.
Este volume mostra um poeta a caminho da maturidade. No mesmo período, ele trabalhava a todo vapor na obra dos seus heterônimos, mas nunca deixava de voltar a seus próprios temas e inquietações. Poeta da melancolia, para quem a
verdadeira realidade é o sonho, Pessoa fez da poesia um refúgio particular, mas também uma fortaleza de onde pudesse
negar o mundo e seus males. Dali, à medida que se desdobrava em outros, ele experimentou em verso o estranhamento
de si próprio, e pôde assim demonstrar algo que o homem moderno sempre soube, sem saber dizê-lo: “A alma humana
é estrangeira, / E tem usos e costumes / Fora da nossa maneira”.

Características

Peso 0.74 Kg
Produto sob encomenda Sim
Editora Companhia Das Letras
I.S.B.N. 9788535909821
Altura 23.00 cm
Largura 16.00 cm
Profundidade 2.80 cm
Idioma Português
Cód. Barras 9788535909821
Número da edição 1
País de Origem Brasil
AutorPessoa, Fernando