Frete Grátis
  • Google Plus
Livro Digital

Primeiro como tragédia, depois como farsa (Cód: 9361652)

Slavoj Žižek

Boitempo Editorial (Livros Digitais)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 20,00
Cartão Saraiva R$ 19,00 (-5%) em até 1x no cartão
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

Em Primeiro como tragédia, depois como farsa - analogia à famosa frase de Karl Marx em O dezoito brumário sobre a repetição dos Bonaparte no poder (Napoleão e Luís) -, o filósofo esloveno Slavoj Žižek sustenta a tese de que vivemos em uma nova etapa do capitalismo global, na qual o mesmo discurso que garantiu uma ofensiva geopolítica após os atentados de 11 de setembro tem encontrado dificuldade em se sustentar no período pós-crise financeira de 2008. Traçando uma argumentação tanto da tragédia como da atual farsa, o autor expõe o cinismo contemporâneo dos pregadores e praticantes da democracia liberal ao analisar o discurso do presidente Bush em dois momentos diferentes que evocam a suspensão parcial dos valores norte-americanos (garantia de liberdade individual, capitalismo de mercado) para salvar da falência esses mesmos valores. A Žižek parece, portanto, que a utopia democrático-liberal teve de morrer duas vezes, já que o colapso da utopia política do 11 de Setembro não trouxe o fim da utopia econômica do capitalismo de mercado global, o que só ocorreu com a crise financeira de 2008. Para o autor, o mais atual anacronismo vivido pelas nações modernas teve início com a queda do Muro de Berlim, evento histórico que parecia anunciar a vitória da democracia liberal e o surgimento de uma comunidade global sem fronteiras. O 11 de Setembro, no entanto, revelou um movimento oposto com o surgimento de novos muros e contradições: entre Israel e Cisjordânia, em torno da União Europeia, na fronteira entre Estados Unidos e México e até no interior de Estados-nações, que acolhem 'cidadãos globais' que vivem isolados em 'castelos na Escócia, apartamento em Manhattan e ilha particular no Caribe', além dos moradores das favelas e bolsões de pobreza, que são o outro lado da mesma moeda. As condições e conseqüências da crise em curso são abordadas em uma análise que se auto-afirma engajada.

Características

Produto sob encomenda Sim
Marca Boitempo Editorial (Livros Digitais)
Cód. Barras 9788575592250
Início da Venda 26/10/2015
Territorialidade Brasil
Formato Livro Digital Epub
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Idioma 333
Código do Formato Epub
Número de Páginas 136 (aproximado)
Ano da Publicação 115
Peso 0.00 Kg
AutorSlavoj Žižek

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Primeiro como tragédia, depois como farsa

Primeiro como tragédia, depois como farsa (Cód: 9361652) Primeiro como tragédia, depois como farsa (Cód: 9361652)
R$ 20,00
Primeiro como tragédia, depois como farsa (Cód: 9361652) Primeiro como tragédia, depois como farsa (Cód: 9361652)
R$ 20,00