Frete Grátis
  • Google Plus

Produção de Presença - O que o Sentido Não Consegue Transmitir (Cód: 3092708)

Gumbrecht, Hans Ulrich

Contraponto

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 42,00
Cartão Saraiva R$ 39,90 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 2x de R$ 21,00 sem juros
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

O livro que o leitor tem em mãos parte da incômoda constatação de que o ingresso na modernidade custou aos seres humanos nada menos do que a perda do mundo.
Tomado por uma irrefreável confiança nas potencialidades da razão, o sujeito moderno – o sujeito do cogito cartesiano – não se limitou a ir ao mundo em busca de objetos afeitos ao conhecimento: julgou pertinente transformar o mundo e suas coisas em objeto. Um objeto a ser constantemente inteligido e interpretado, e do qual ele próprio, o sujeito cognoscente moderno (cada vez mais desencarnado e reduzido à condição de produtor de sentido), estava, por força dos protocolos dessa nova relação, apartado. É contra esse império do sentido que Produção de presença se insurge. O livro, está visto, inscreve-se no debate mais amplo sobre a “crise da representação” e coloca o
autor em diálogo direto com os principais pensadores da chamada condição pós-moderna, em especial os arautos da desconstrução. A interlocução não poderia ser mais produtiva. Ela evidencia que, se pode haver acordo quanto ao diagnóstico da crise, o mesmo não pode ser dito quanto às alternativas propostas. Pois, diferentemente dos
deconstrucionistas – e aqui reside não apenas a originalidade mas também a força política de Produção de presença –, Hans Ulrich Gumbrecht não parece nem um pouco satisfeito com a mera dessubstancialização do mundo posta em prática por Derrida e seus epígonos. A seu juízo, limitar-se a “desconstruir” as representações do sujeito é seguro demais, cômodo demais, acadêmico demais em um mundo (ainda) imerso na crise mal resolvida da metafísica. Não: é preciso “sujar as mãos” e, contrariando o “bom gosto intelectual”, procurar, não propriamente ressubstancializar o mundo, mas certamente buscar uma nova (ou seria antiga?) via de acesso a ele. Gumbrecht faz isso de modo – literalmente – exemplar. De uma parte, ousando (as mãos sujas...)

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Contraponto
Cód. Barras 9788578660314
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788578660314
Profundidade 1.00 cm
Número da edição 1
Ano da edição 2010
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 206
Peso 0.44 Kg
Largura 14.00 cm
AutorGumbrecht, Hans Ulrich

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Produção de Presença - O que o Sentido Não Consegue Transmitir