Artboard 33Artboard 16Artboard 18Artboard 13Artboard 42Artboard 21Artboard 4Artboard 5Artboard 45Artboard 22Artboard 7Artboard 42Artboard 23Artboard 12Artboard 28Artboard 17?Artboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32Artboard 6Artboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11Artboard 41Artboard 11Artboard 23Artboard 10Artboard 4Artboard 9Artboard 6Artboard 8Artboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44Artboard 16Artboard 24Artboard 13Artboard 5Artboard 24Artboard 31Artboard 1Artboard 12Artboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44Artboard 9Artboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35Artboard 15Artboard 14Artboard 50Artboard 26Artboard 14Artboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37Artboard 46Artboard 33Artboard 8

Prova Criminal - História de um Erro Judiciário - 2ª Edição 2002 (Cód: 116909)

Martins,Ricardo Cunha

Livraria Do Advogado

Este produto está temporariamente indisponível no site, mas não se preocupe, você pode reservá-lo para retirada em uma loja física!

Reserve seu produto na loja para retirada em até 1 hora.
Ops! Este produto está temporariamente indisponível. Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.
Ops! Este produto está temporariamente indisponível. Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 53,00

em até 1x de R$ 53,00 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 50,35 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Prova Criminal - História de um Erro Judiciário - 2ª Edição 2002

R$53,00

Descrição

A defesa do réu é a mais difícil, cansativa e fascinante, onde não basta o esgotamento do dever cumprido. Há a necessidade e a obrigação do resultado, pois não pode haver decisão desfavorável. Fora da absolvição, tudo é derrota. E não é a simples derrota da causa perdida, mas a injustiça indignante do condenar injusto, que torna o coração do defensor insaciável e que não descansa, atormentado pela responsabilidade profissional, em decorrência do conhecimento da causa. Há o tormento intelectual da constante preocupação em não deixar o inocente pagar por aquilo que não fez... Há a lembrança do detalhe da prova que não pode ser esquecida, do argumento que é fatal e não pode ser omitido. Tudo isto ao sabor da cobrança diária dos familiares e amigos do acusado, que preso, expia por algo que não fez. Nestas horas, não importa que o erro seja dos outros, que a justiça tenha-se equivocado. A cobrança é do defensor, e ele, neste momento, passa a representar a próprio justiça, a qual integra, em busca de reparação. A situação de injustiça dói e quebra a harmonia da ordem pública, pois os jurisdicionados passam a ver com descrédito a prestação jurisdicional que lhes é entregue e perdem a confiança. Assim, compete ao advogado defender não só o inocente, mas a majestade da própria justiça, buscando reparar o erro.

Características

Peso 0.24 Kg
Produto sob encomenda Não
Editora Livraria Do Advogado
I.S.B.N. 8573482451
Altura 21.00 cm
Largura 14.00 cm
Profundidade 1.00 cm
Número de Páginas 192
Idioma Português
Acabamento Brochura
Cód. Barras 9788573482454
Número da edição 2
Ano da edição 2002
País de Origem Brasil
AutorMartins,Ricardo Cunha