Frete Grátis
  • Google Plus

Reflexões de Um Civil Sobre As Forças Armadas (Cód: 8628088)

Watson ,Sérgio Da Veiga

Thesaurus

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 40,00
Cartão Saraiva R$ 38,00 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 2x de R$ 20,00 sem juros
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

Foi naquela época que participei da operação de sustentação militar da posse do Presidente eleito Juscelino Kubstischek. O episódio vale a pena ser relatado. O ambiente político era de extrema tensão. Juscelino ganhara as eleições por razoável maioria, mas não existia ainda o segundo turno e a campanha dos perdedores udenistas, capitaneada por Carlos Lacerda, era feroz, sob o mantra: “as eleições são legais, mas não são legítimas” – com a consequências lógica de que o candidato eleito não deveria tomar posse. O toque de corneta anunciou a alvorada por volta de 3,30 horas da madrugada e lá pelas 5,00 horas, ainda escuro, foi servido não um café da manhã, mas um almoço reforçado – tendo em vista o longo período em que ficaríamos sem alimentação, longe do quartel. O detalhe mais importante, e que transmite bem a tensão político-militar da conjuntura, foi o fato de que – pela única vez nos meus dois anos de serviço militar, foi distribuído à tropa, em deslocamento externo ao quartel, farto suprimento de munição real (isto é: não de festim): nós os soldados recebemos cada um 30 cartuchos para o fuzil tcheco de 7mm (regulamentar à época, antes da adoção do FAL) e os sargentos o correspondente para suas submetralhadoras INA .45. O 3º R.I. entrou em forma na Glória, à altura da então Embaixada (hoje Consulado) americana e só pelas 11 horas despontou o Rolls-Royce presidencial, conduzindo JK ao Congresso Nacional para o juramento de praxe – provocando, no seu regresso, já como Presidente empossado, o ansiosamente esperado toque de corneta: “Apresentar Armas!”.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Thesaurus
Cód. Barras 9788540903555
Altura 21.20 cm
I.S.B.N. 9788540903555
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2015
Idioma Português
Número de Páginas 245
Peso 0.31 Kg
Largura 14.00 cm
AutorWatson ,Sérgio Da Veiga

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Reflexões de Um Civil Sobre As Forças Armadas