Frete Grátis
  • Google Plus

Serrote - Vol. 22 (Cód: 9318890)

Pereira,Lucia Miguel

Ims

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 44,50
Cartão Saraiva R$ 42,28 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 2x de R$ 22,25 sem juros
Grátis

Cartão Saraiva
Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 18:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

Formas de envio Custo Entrega estimada
X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

A 'Serrote - Vol. 22' publica na íntegra nesta edição o livro “Catarata”, do escritor John Berger (1926). Lançada em 2011, a obra traz fragmentos sobre a operação que o autor fez nos dois olhos, com ilustrações do artista turco Selçuk Demirel (1954). Escrito na década de 1950 pela ensaísta e romancista autodidata Lucia Miguel Pereira (1901-1959), “Sobre os ensaístas ingleses” foi publicado originalmente como prefácio a uma antologia de ensaios ingleses. Lucia defende que, embora a forma do ensaio tenha surgido na França, foi na Inglaterra que ele floresceu.Em “Sobre os ensaístas de periódico”, William Hazlitt (1778-1830), um dos maiores nomes do ensaísmo britânico, fala sobre a geração de ingleses que, no século 18, recriou a forma inventada por Montaigne. Os dois textos são ilustrados por colagens do artista britânico Peter Blake (1932), nome fundamental da pop art. Considerado o “príncipe dos ensaístas” por Virginia Woolf, o inglês Max Beerbohm (1872-1956) teve vida longa e marcada por diversas atividades: foi crítico, caricaturista, ensaísta e romancista. De Beerbohm, a serrote publica cinco desenhos e “O espírito da caricatura”, de 1901, inédito em português. Para o autor, a função do caricaturista é apresentar o que há de mais peculiar em seu personagem, buscando uma risada meramente estética, que corresponde às lágrimas derramadas diante de uma escultura, como a Vênus de Milo. Em “Contra a autocrítica”, o psicanalista inglês Adam Phillips (1954) investiga as tarefas que Freud atribuiu ao conceito de superego. Por ser censor, juiz e pai dominador, o superego faz com que as proibições se transformem, paradoxalmente, em nossos principais prazeres. Para Phillips, somos seres ambivalentes: amamos, mas também odiamos e vice-versa. A série de desenhos Comic Strip, de 1962, de Gerhard Richter (1932), acompanha este ensaio. O livro “Encontros com Samuel Beckett”, do francês Charles Juliet (1934), é publicado na íntegra na serrote. Nas quatro conversas do poeta com o dramaturgo irlandês, entre 1968 e 1977, predomina o silêncio eloquente característico do universo beckettiano. Em “Robeson em Manhattan”, Joseph Mitchell (1908-1996) lembra sua infância na Carolina do Norte. Árvores, animais, rios e histórias de família são cenários e personagens deste livro de memórias inacabado, inédito em português. As plantas que ilustram o ensaio são de Janet Malcolm (1934), extraordinária jornalista que mantém uma discreta carreira nas artes visuais. Em “O fator Ileana Sonnabend”, Laura Erber (1979) faz um perfil da galerista e colecionadora, um dos nomes mais importantes para as vanguardas artísticas nos EUA e na Europa, conhecida como “Mom of Pop”. Fotografias polaroides de Ileana Sonnabend feitas por Andy Warhol ilustram o ensaio. A serrote publica três acidentados diários de viagens: um russo no Brasil; um chileno na Itália e um brasileiro na Colômbia. Em “Depois de uma viagem ou Homenagem às vértebras”, o poeta russo Joseph Brodsky (1940-1996) narra sua atribulada estadia de uma semana no Rio de Janeiro, em 1978, quando veio participar de um congresso. Em “À procura de Pavese”, Alejandro Zambra (1975) viaja a Santo Stefano Belbo, cidade onde Cesare Pavese nasceu 100 anos antes. Paulo Roberto Pires (1967), em “Devíamos ter ficado em casa?”, relata a viagem que fez para Santa Cruz de Mompox, uma pequena cidade na Colômbia, a convite da Fundación Gabriel García Márquez para el Nuevo Periodismo Iberoamericano (FNPI).

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Ims
Cód. Barras 9788560161638
Altura 18.00 cm
I.S.B.N. 9788560161638
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2016
Idioma Português
Número de Páginas 224
Peso 0.50 Kg
Largura 24.00 cm
AutorPereira,Lucia Miguel

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Serrote - Vol. 22

Serrote - Vol. 22 (Cód: 9318890) Serrote - Vol. 22 (Cód: 9318890)
R$ 44,50
Serrote - Vol. 22 (Cód: 9318890) Serrote - Vol. 22 (Cód: 9318890)
R$ 44,50