Frete Grátis
  • Google Plus

Sinfonia Inacabada do Amor Ameno - Algumas Reflexões Críticas em Torno de "meu Amigo Marcel Proust" (Cód: 2580591)

Cabral ,Otavio; Magalhaes ,Belmira Rita da Costa

Edufal

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 20,00
Cartão Saraiva R$ 19,00 (-5%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Sinfonia Inacabada do Amor Ameno - Algumas Reflexões Críticas em Torno de "meu Amigo Marcel Proust"

R$20,00

Descrição

A obra é um mergulho no Romance de Judith Grossmann, onde é composto por análises realizadas por pesquisadores das Universidades Federais de Alagoas e Bahia, tentando-se demonstrar o caráter multifacetado da obra de arte, que se abre como um leque, permitindo variadas interpretações. Algumas das interpretações são as de: Edilma Bomfim - transita no texto persistentemente junto com a narradora, buscando a interseção entre o passado e o presente para a configuração do novo texto; Enaura Quixabeira - movendo-se entre a mística e a erótica no ato de escrever, reconstrói o ato amoroso em que se transforma a escrita grossmanniana; Lígia Teles - lança um olhar no amor cortês da lírica provençal, para traçar um paralelo com o amor em Meu Amigo.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Edufal
Cód. Barras 9788571770515
Altura 0.00 cm
I.S.B.N. 8571770514
Profundidade 0.00 cm
Sub-Título Algumas Reflexões Críticas em Torno de "meu Amigo Marcel Proust Romance" De Judith Grossmann
Número da edição 1
Ano da edição 1999
Número de Páginas 189
Peso 0.44 Kg
Largura 0.00 cm
AutorCabral ,Otavio; Magalhaes ,Belmira Rita da Costa

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Sinfonia Inacabada do Amor Ameno - Algumas Reflexões Críticas em Torno de "meu Amigo Marcel Proust"