Frete Grátis
  • Google Plus

Tensões e Passagens - Filosofia Crítica e Modernidade (Cód: 2530260)

Vários; Nobre, Marcos

Singular

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 65,00 em até 2x de R$ 32,50 sem juros
Cartão Saraiva R$ 61,75 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 3x de R$ 21,67 sem juros
Grátis

Cartão Saraiva

Descrição

'Tensões e passagens' - o título deste volume busca sintetizar em duas noções a trajetória intelectual de Ricardo Terra. Para alguém que se propõe a estudar a filosofia da história de Kant no Brasil, o pensamento em tensão parece expressar uma experiência muito concreta - entre a idéia reguladora e o desenvolvimento concreto das instituições, há um abismo familiar ao pensador periférico. Pois a distância entre ser e dever-ser, que é própria à filosofia kantiana, foi também formulada como defasagem entre uma declaração universal dos direitos do homem e uma realidade de 'atraso relativo', a da Prússia Oriental - a do Brasil. Há, por certo, uma solução pautada no poder de unificação da razão, em que conceito e efetividade têm de ser tomados em unidade. Mas Ricardo Terra nunca aceitou uma solução dialética que, no fim das contas, apaziguasse o conflito. Isso não torna menor a assombração hegeliana. Pelo contrário, aceitar os dualismos kantianos, reconhecendo ao mesmo tempo suas insuficiências intrínsecas, é o que leva a um pensamento tenso.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Singular
Cód. Barras 9788560850020
Altura 23.00 cm
I.S.B.N. 9788560850020
Profundidade 1.50 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2008
Idioma Português
Número de Páginas 288
Peso 0.46 Kg
Largura 16.00 cm
AutorVários; Nobre, Marcos

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Tensões e Passagens - Filosofia Crítica e Modernidade