Frete Grátis
  • Google Plus

Testemunhas da China (Cód: 2650854)

Xinran

Companhia Das Letras

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 62,90 em até 2x de R$ 31,45 sem juros
Cartão Saraiva R$ 59,76 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 3x de R$ 20,97 sem juros
Grátis

Cartão Saraiva
Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 18:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

Formas de envio Custo Entrega estimada
X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Para elucidar a formação da China contemporânea, Xinran foi em busca de homens e mulheres comuns que estão hoje com mais de setenta, oitenta anos (um deles tinha 97 e havia participado da Grande Marcha de Mao Tse-tung), das mais diversas regiões e de diferentes estratos sociais, e que sobreviveram à miséria e à fome, à invasão japonesa e à revolução, aos desastres do Grande Salto Adiante e às perseguições e humilhações da Revolução Cultural para chegar à modernização e ao espantoso crescimento econômico do início deste século.

Não foi fácil obter depoimentos francos e espontâneos, pois os chineses têm uma longuíssima tradição de não falar aberta e honestamente sobre o que pensam e sentem, temerosos (com razão, como mostram algumas entrevistas) de que isso possa prejudicar não somente a eles, mas a todos os seus parentes e descendentes. Mas apesar dessa dificuldade, a autora conseguiu reunir duas dezenas de histórias reveladoras da vida cotidiana, dos sentimentos e ideais, das dores e alegrias, da fibra e coragem, da resistência física e fortaleza de espírito da geração dos chineses que viveram sob o domínio de Mao.

Entre as testemunhas, estão desde artífices que fazem as lanternas tradicionais, uma curandeira que vende ervas, um ex-saqueador da Rota da Seda e um pregoeiro
de notícias de casa de chá (lembrança de um tempo em que todos eram analfabetos), até geofísicos que construíram a indústria petroleira chinesa, uma mulher general (nascida nos Estados Unidos), um casal que passou privações indescritíveis na transformação econômica do deserto de Gobi, um policial desencantado com a profissão e, evidentemente, taxistas, que também na China constituem fonte preciosa de informações.

Num país em que a história recente está envolta em tanta bruma, esses relatos orais respondem um pouco ao apelo que a autora faz no final do livro: “Por favor, pensemos e trabalhemos por menos escuridão e ódio. Somente a luz e o brilho da compreensão podem destruir as trevas”.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Companhia Das Letras
Cód. Barras 9788535914696
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788535914696
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2009
MÊS JUNHO
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 482
Peso 0.31 Kg
Largura 14.00 cm
AutorXinran

Leia um trecho

Na China, a "Mulher de Duas Armas" é uma heroína nacional: uma lenda revolucionária, que sem piedade despachava os inimigos e os traidores com uma arma em cada mão, durona até mesmo na morte do marido e dos filhos - ágil como um saqueador, resistente como um camponês. Nos Arquivos da Academia Imperial preservados na Biblioteca de Beijing (os quais, por algum milagre, sobreviveram à Revolução Cultural), é possível reconstituir a história da Mulher de Duas Armas, Chen Lianshi, voltando no tempo várias gerações. Seu mais antigo ancestral localizável pelo lado da mãe é um acadêmico do império, natural de Sichuan, chamado Kang Yiming, que serviu durante o reinado do imperador Jiaqing (1796-1820), na dinastia Qing. Os antepassados do pai eram igualmente ilustres, muitos dos quais pertencentes à intelectualidade oficial ou militares de alta patente. [...] Na China comunista, a designação dos heróis nacionais tem sido algo estritamente controlado. Sob o regime de Mao, em particular, somente membros do proletariado - trabalhadores e camponeses - podiam, oficialmente, tornar-se heróis. Mais ou menos desde os primórdios da história chinesa, os grandes heróis da pátria têm sido majoritariamente homens: sujeitos inabaláveis aos quais só é permitido derramar algumas lágrimas em duas situações: a morte da mãe ou a perda da mãe-pátria. Com a ascensão dos comunistas ao poder - e, com eles, da ideia de que "as mulheres sustentam meio firmamento" -, elas puderam também se tornar heroínas, mas somente se fosse nos mesmos moldes sobre-humanos e patrióticos dos homens. Quando eu era bem pequena, assisti a Penhasco vermelho, um filme revolucionário clássico dos anos 60 no qual a Mulher de Duas Armas aparecia. Num livro sobre ela publicado na China em 1995, Chen Lianshi não se comporta como uma mulher normal - que chora pela execução do marido ou pela morte da filha. Ela tinha de ser invulnerável: uma máquina mortífera do Partido devotada a roubar dos ricos para ajudar os pobres.

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Testemunhas da China

Testemunhas da China (Cód: 2650854) Testemunhas da China (Cód: 2650854)
R$ 62,90
Testemunhas da China (Cód: 2650854) Testemunhas da China (Cód: 2650854)
R$ 62,90