Frete Grátis
  • Google Plus

Usp para Todos? - Estudantes com Desvantagens Socioeconômicas e Educacionais... (Cód: 2849076)

Almeida,Wilson Mesquita de

MUSA

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 39,00
Cartão Saraiva R$ 37,05 (-5%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Usp para Todos? - Estudantes com Desvantagens Socioeconômicas e Educacionais...

R$39,00

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto
?

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Como superar as deficiências da formação obtida na escola pública e ingressar em uma das maiores universidade do país? Como permanecer nela, conciliando estudo e trabalho e usufruir tudo o que ela oferece? As respostas a essas questões são dadas por dezessete homens e mulheres, com idade entre 21 e 42 anos, todos pertencentes aos segmentos populacionais com desvantagens socioeconômicas, oriundos de escolas públicas, entrevistados por Wilson Mesquita de Almeida em sua pesquisa de mestrado, agora transformada em livro. Eles foram retirados de uma amostra obtida entre os ingressantes na USP em 2003, definida com rígidos critérios que permitiram selecionar apenas 54 estudantes, dentre milhares, que podiam ser considerados como realmente pertencentes às chamadas camadas populares. À primeira vista, esses dados parecem confirmar a afirmação frequente de que, afinal, a universidade pública é para a elite e que o aluno proveniente da escola pública nela não tem lugar. Mas, o que se entende por elite? O autor nos fala da necessidade de uma 'crítica da razão estatística' para esclarecer essa questão, recorrendo a Pierre Bourdieu, seu grande inspirador analítico, para nos fazer ver que certas generalizações apressadas mais escondem do que revelam a realidade da inclusão na universidade dos segmentos mais pobres da sociedade.
Os estudantes selecionados estão entre aqueles que, carentes de todo tipo de capital - econômico, cultural, social - pareciam ter como destino a reprodução das condições de vida e de trabalho de seus familiares. Entretanto, teimosa e insistentemente, aceitaram o desafio de ingressar na universidade pública. A história que nos contam é marcada pelo esforço, pela luta cotidiana de superação das deficiências escolares, a falta de tempo para o estudo, o pouco dinheiro e, em alguns casos, a falta de incentivo de professores e familiares. A grande maioria não consegue ingressar na primeira tentativa e o que vemos é a sucessão de vestibulares até que a barreira seja superada. Mas, sonho realizado, outra luta se delineia: permanecer na universidade. O mesmo esforço, a mesma dificuldade de conciliar estudo e trabalho, a necessidade de aprender a se movimentar nesse novo 'mundo', com suas regras e as pressões para realizar as tarefas com a competência exigida. O que temos, então, é o relato das estratégias utilizadas para entrar e poder aproveitar o que a universidade lhes oferece. Nem sempre conseguem, o cansaço e o desânimo os oprimem, nem sempre seus esforços são recompensados. Ainda que esses estudantes não sejam considerados como um grupo homogêneo e que as singularidades de cada um sejam ressaltadas, a compreensão que temos ao término da leitura é de que os sacrifícios para entrar e permanecer na universidade, demonstrando alguma competência, exigem um tipo especial de pessoa. É dessa elite que a universidade pública precisa, a que valoriza o conhecimento de qualidade e se esforça para alcançá-lo.
Essa é a base empírica que Wilson Mesquita de Almeida utiliza para discutir questões que dizem respeito à inclusão social no ensino superior. Resultado de uma pesquisa conduzida com grande rigor teórico e metodológico, este livro representa uma importante contribuição aos estudos na área da sociologia da educação, que têm nas questões referentes à universidade o seu objeto de reflexão. Os dilemas e impasses do ensino superior público na tentativa de atender a esse público são vislumbrados neste estudo, que aponta para aspectos centrais do debate acadêmico. Nesse sentido, os resultados desta pesquisa permitem ampliar a discussão a respeito das questões referentes aos programas de inclusão propostos, como as cotas raciais e sociais, e as políticas públicas de financiamento do ensino superior, como o FIES e o ProUni.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora MUSA
Cód. Barras 9788578710019
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788578710019
Profundidade 0.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2009
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 207
Peso 0.44 Kg
Largura 14.00 cm
AutorAlmeida,Wilson Mesquita de

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Usp para Todos? - Estudantes com Desvantagens Socioeconômicas e Educacionais...