Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

A Balada da Solidão (Cód: 1435489)

., Vários Autores; Vários Autores

Livros Do Brasil

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 20,90
Cartão Saraiva R$ 19,86 (-5%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


A Balada da Solidão

R$20,90

Descrição

Jim Messenger, contabilista de meia-idade, divorciado há dezassete anos e a viver sozinho, tem o hábito de jantar no “Harmony Café”, de São Francisco. A certa altura, apercebe-se de outra frequentadora assídua do estabelecimento, tão solitária como ele, e procura entabular conversa com a mulher. Janet Mitchell (assim diz ela chamar-se), embora delicadamente, recusa companhia. Apesar disso, o interesse de Jim não esmorece se vivesse nos anos trinta e tivesse o talento de Jelly Roll Morton ou de Duke Ellington, comporia uma balada em honra de Janet e chamar-lhe-ia A Balada da Solidão. Quando a sua musa deixa de aparecer no restaurante, Messenger vem a saber que ela se suicidara. Pela polícia, toma conhecimento de um estranho facto; com efeito, mais parecia que Janet Mitchell nunca existira, já que não fora encontrada qualquer prova da sua identidade nem tão-pouco se lhe conheciam familiares ou amigos. Munido apenas de um livro emprestado por uma biblioteca de Beulah, no Nevada, e que, há muito, devia ter sido devolvido, Jim Messenger decide investigar o passado daquela mulher triste e de triste fim. Em Beulah descobre duas coisas: a verdadeira identidade de “Blue Lonesome” e, ainda, que, à revelia da Justiça, toda a gente a considerava como autora dos assassínios do marido e de uma filha de oito anos. Jim, qual cavaleiro-andante já entradote, parte em cruzada para limpar o nome daquela que, durante dias a fio, se habituara a ver, sempre sozinha e melancólica, nos fins de tarde do “Harmony Café”.

Características

Produto sob encomenda Sim
Marca Livros Do Brasil
Cód. Barras 9789723825930
Altura 0.00 cm
I.S.B.N. 9723825937
Profundidade 0.00 cm
Ano da edição /2004
Idioma Português,Português (Portugal)
Número de Páginas 664
Peso 0.44 Kg
Largura 0.00 cm
Autor., Vários Autores; Vários Autores

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: A Balada da Solidão