Artboard 33atençãoArtboard 18atualizarconectividadeArtboard 42boletocarrinhocartãoArtboard 45cartão SaraivacelularArtboard 42Artboard 23checkArtboard 28Artboard 17?compararcompartilharcompartilhar ativoArtboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32ebookArtboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11fecharfilmesArtboard 23gamesArtboard 4Artboard 9Artboard 6hqimportadosinformáticaArtboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44curtirArtboard 24Artboard 13livrosArtboard 24Artboard 31menumúsicaArtboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44outrospapelariaArtboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35estrelaestrela ativorelógiobuscaArtboard 50Artboard 26toda saraivaArtboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37usuárioArtboard 46Artboard 33Artboard 8seta

A Cabeça do Italiano (Cód: 2527135)

Severgnini,Beppe

Record

Vendido e entregue por Saraiva

Este produto está temporariamente indisponível no site, mas não se preocupe, você pode reservá-lo para retirada em uma loja física!

Reserve seu produto na loja para retirada em até 1 hora.
Ops! Este produto está temporariamente indisponível. Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.
Ops! Este produto está temporariamente indisponível. Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

De: R$ 59,90

Por: R$ 35,90

em até 1x de R$ 35,90 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 34,11 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


A Cabeça do Italiano

R$35,90

Descrição

A Itália é uma droga suave, vendida em pacotes repletos de pôr-do-sol, olivais, massas, limoeiros e vinho. A bota também é um labirinto. É sedutora, mas complicada. Na Itália, pode-se andar em círculos durante anos a fio. E isso, naturalmente, é muito divertido. Enquanto se esforçam para achar uma saída, muitos recém-chegados recorrem às opiniões de visitantes anteriores. Gente como Goethe, Stendhal, Byron e Twain. Esses autores ainda são citados, como se nada tivesse mudado. Não é verdade. Algumas coisas mudaram. O problema é descobrir o que.Colunista do prestigiado Corriere della Sera, Beppe Severgnini percebe como poucos a alma dos italianos. Em A cabeça do italiano, ele reúne observações sagazes sobre seus compatriotas. E afirma: mesmo com todos os problemas, a Itália está longe de ser infernal. Tem estilo demais para isso. Também não é um céu, claro, porque é excessivamente indisciplinada. “Digamos que a Itália é um purgatório excêntrico, cheio de almas orgulhosas, atormentadas, cada uma convencida de que tem acesso direto ao chefe”, brinca.Por dez dias, Beppe Severgnini viajou de Milão à Toscana, da Sicília à Sardenha, mostrando algumas características muito peculiares dos italianos. Os lugares são apenas uma desculpa para pequenos tratados sobre praias, restaurantes, celulares, aeroportos, condomínios, piazzas, jardins e escritórios. Tudo salpicado por observações inteligentes e estatísticas reveladoras. “A Itália é a única oficina do mundo que pode produzir ao mesmo tempo Botticellis e Berlusconis. Quem mora na Itália vive dizendo que quer sair, mas quem sai só pensa em voltar”, argumenta Severgnini.Quase todos os relatos modernos sobre o país se enquadram em duas categorias: ou são crônicas de um caso de amor ou diários de uma decepção. Com humor e autocrítica, Bernegini consegue criar um estilo próprio: A cabeça do italiano foi publicado em vários países e conquistou a crítica, com matérias em diversos veículos importantes.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Record
Cód. Barras 9788501078698
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788501078698
Profundidade 1.50 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2008
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 272
Peso 0.34 Kg
Largura 14.00 cm
AutorSevergnini,Beppe