Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

A Crise dos Paradigmas em Ciências Sociais e os Desafios para o Século XXI (Cód: 429737)

Heller, Agnes

Contraponto

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 42,00
Cartão Saraiva R$ 39,90 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 2x de R$ 21,00 sem juros

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


A Crise dos Paradigmas em Ciências Sociais e os Desafios para o Século XXI

R$42,00

Descrição

Nove especialistas em ciências sociais, de renome mundial, encontraram-se no Rio de Janeiro para pensar a realidade atual e as projeções que se podem fazer para o início do próximo milênio. Vindos de todos os continentes, representando diferentes escolas de pensamento, trabalhando em disciplinas diversas – filosofia, economia, ciência política, história, antropologia, sociologia e relações internacionais –, propiciaram um seminário de altíssimo nível, acompanhado com interesse pelo nosso mundo acadêmico. Qual a utilidade, hoje, dos conceitos fundamentais que organizaram o pensamento social ao longo do século XX? Que realidades novas há? Como se pode discernir, desde o ponto de vista atual, o perfil do mundo no início do próximo milênio? Qual o caminho da civilização e quais os riscos da barbárie?
No seminário, os autores apresentaram por escrito suas contribuições, aqui publicadas na íntegra. Quase todos dispensam apresentação. Agnes Heller, antiga discípula de Georg Luckács e hoje radicada na New School of Social Research de Nova York, optou por enfocar a relação entre os regimes democráticos, a modernidade e o processo civilizatório, de modo a discutir, a partir daí, as potencialidades que a modernidade ainda apresenta, tendo em vista o futuro a construir. Boaventura de Sousa Santos, da Universidade de Coimbra, preparou um texto direto, polêmico e provocante, notavelmente erudito, explorando as novas configurações do sistema dominante e os desafios que elas trazem aos movimentos sociais. François Chesnais, da Universidade de Paris XIII, analisou as contradições do novo regime de acumulação capitalista e ousou propor um programa alternativo ao modelo neoliberal. Elmar Altvater, da Universidade Livre de Berlim, escolheu a temática do meio ambiente, destacando as alterações que ela deve provocar nas regras econômicas, políticas e jurídicas que prevalecem no mundo. Benedict Anderson, da Universidade de Cornell, de Nova York, discutiu o papel dos Estados e a questão nacional, projetando as inúmeras implicações, para o próximo século, do crescente deslocamento de populações ao redor do planeta. Margot Light, da London School of Margot Light, da London School of Economics, enfocou um aspecto-chave para a evolução político-estratégica do sistema internacional ao discutir as possibilidades de reconstituição da hegemonia russa sobre uma vasta região da Eurásia. Kinhide Mushakoji, da Universidade Meiji Gakuin, de Tóquio, fez uma análise crítica da 'ocidentalização' do mundo e propôs um novo marco epistemológico a partir do qual se possa pensar um futuro verdadeiramente pluralista, construído a partir de uma ampla aliança de forças contra-hegemônicas. Kwame Anthony Appiah, cidadão de Gana e professor da Universidade de Harvard, mostrou que um liberalismo que não entenda o papel da diversidade e da pluralidade terminará sendo uma forma de totalitarismo. Por fim, Francisco López Segrera, da Unesco, descreveu os cenários alternativos do sistema mundial, destacando a preocupante possibilidade de que a América latina ocupe uma posição cada vez mais marginal. A crise dos paradigmas em ciências sociais e os desafios para o século XXI é um livro precioso para profissionais em ciências sociais e pessoas interessadas no debate atual sobre nossos destinos.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Contraponto
Cód. Barras 9788585910242
Altura 0.00 cm
I.S.B.N. 8585910240
Profundidade 0.00 cm
Número de Páginas 268
Peso 0.31 Kg
Largura 0.00 cm
AutorHeller, Agnes