Artboard 33atençãoArtboard 18atualizarconectividadeArtboard 42boletocarrinhocartãoArtboard 45cartão SaraivacelularArtboard 42Artboard 23checkArtboard 28Artboard 17?compararcompartilharcompartilhar ativoArtboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32ebookArtboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11fecharfilmesArtboard 23gamesArtboard 4Artboard 9Artboard 6hqimportadosinformáticaArtboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44curtirArtboard 24Artboard 13livrosArtboard 24Artboard 31menumúsicaArtboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44outrospapelariaArtboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35estrelaestrela ativorelógiobuscaArtboard 50Artboard 26toda saraivaArtboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37usuárioArtboard 46Artboard 33Artboard 8seta
e-book

A Guerra Do Contestado (Cód: 8527429)

Eduardo Borsato

Clube de Autores (Edição Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 8,61

em até 1x de R$ 8,61 sem juros

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


A Guerra Do Contestado

R$8,61

Descrição

DONA ANTONIA - De todos os chefes jagunços, Adeodato Manoel Ramos foi o mais cruel. Ele matava quem desobedecia, matava a viúva que chorava a morte do marido, matava a criança que pedia comida. Durante o cerco de Santa Maria, fuzilava dez pessoas por dia, só pra reduzir o consumo de alimentos. Um dia, uma menininha de uns cinco anos se aproximou de Adeodato e lhe pediu um pedaço de carne. Ele negou, mas, vendo a criança chorar, deu-lhe um pedacinho, dizendo: “Não conta pra ninguém”. Mas a menina voltou com uma companheira, também pedindo comida. Adeodato sorriu para as duas e pediu que elas ficassem juntas, uma de costas para a outra, ‘ pra ver quem era a mais alta’. Depois, com um tiro só, matou as duas. No ano seguinte, em 1916, Adeodato foi preso, entregue à polícia e condenado. Ao deixar a sala do júri, saiu alegre e jogando o chapéu para o alto: “Só peguei trinta anos de cadeia! Eu vou cantar!”.

Características

Produto sob encomenda Não
Marca Clube de Autores (Edição Digital)
Cód. Barras 2999990121769
Acabamento e-book
Início da Venda 01/12/2014
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Pdf
Gratuito Não
Tamanho do Arquivo 449
Proteção Drm Sim
Número da edição 1
Ano da edição 2016
Idioma Português
Ano da Publicação 2016
Mês da Publicação JANEIRO
VOLUME 1
Peso 0.00 Kg
AutorEduardo Borsato