Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
e-book

A Peste (Cód: 8891438)

Luiz Augusto Da Silva Canêdo

Clube de Autores (Edição Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 18,30 R$ 12,81 (-30%)
Cartão Saraiva R$ 12,81

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


A Peste

R$12,81

Descrição

CAPITALISMO é um sistema social, fundado na influência e no predomínio do capital, no qual os meios de produção constituem propriedade privada e pertencem aos capitalistas. SOCIALISMO é um conjunto de doutrinas que propõe o bem estar comum pela modificação do atual conceito de propriedade e pela estatização dos meios de produção visando uma melhor distribuição da renda. MONETARISMO é um regime social que busca, através do predomínio e da concentração da moeda, o poder absoluto, ditatorial e discricionário sobre uma sociedade. A grande diferença entre o monetarismo e o capitalismo reside no acionamento dos meios de produção. Enquanto no capitalismo os meios de produção são imprescindíveis, nada se faz sem capital, mão de obra e materiais, no monetarismo, os meios de produção são meros adereços absolutamente, dispensáveis. Basta um agente, provido de capital, para se chegar aos resultados. Como uma só andorinha, não faz verão, a imperfeição, a deficiência do regime salta aos olhos. Falta-lhe, especialmente, a difusão ou a dispersão, essenciais no giro monetário de qualquer sistema econômico. Não se pode esquecer que os sistemas econômicos têm por objetivo o bem estar do povo. A nocividade do monetarismo é tão aguda que muitos estudiosos do tema consideram os elementos que nele atuam insanos e dementes A confusão, que, hoje, se faz, entre o capitalismo e o monetarismo, serve aos interesses do monetarismo, que se esconde sob a capa do capitalismo, para manter vivo o seu esperto e diabólico sistema. O monetarismo, se aproveita, do poderoso símbolo do dinheiro, para se impor em vários países civilizados do mundo e no momento, nada de braçada, dominando quase a totalidade dos povos do planeta. Nos dias de hoje, as vítimas do nefasto regime, não sabem mais, de onde tirar forças, para se livrarem do terrível, tirânico e opressor cabresto. Também é verdadeiro que, atualmente, o capitalismo e o socialismo se encontram em pleno declínio, apesar do capitalismo, ainda prevalecer na mais avantajada economia do mundo. Os Estados Unidos conseguiu eliminar as poderosas forças do monetarismo, através da imposição de uma liliputiana taxa de juros, de míseros dois por cento ao ano e conserva em seu território, a pleno vapor, de maneira heróica, é bom dizer, o respeitado e desejável regime capitalista. A sorte não ajudou, porém, a grande maioria dos países do mundo civilizado, que não conseguiram construir, a fortaleza necessária para barrar o potente sistema monetário e hoje penam uma impiedosa e inclemente ditadura financeira, prenhe de castigos sinistros e fatídicos. A caminhada empreendida pelo monetarismo é devastadora e somente agora, recentemente, começaram a surgir no mundo, sinais de uma reação que apesar de tardia e demorada, reacendeu as esperanças das sofredoras populações. . A Grécia pisou no arranque, O “Syrisa” o maior partido político do país ganhou as eleições e já está atemorizando a “União Européia”. Na Espanha, os partidos políticos, “Podemos” e Cidadãos”, poderão, de repente, tomar as rédeas. Na Alemanha o quebra- quebra do Edifício do Banco Central está ganhando uma grande repercussão no mundo inteiro. Na Índia, precisamente em Nova Dehli, a revolta do povo contra os desmandos financeiros domina a mídia local. Tudo indica que, enfim, o mundo acordou para os malefícios do monetarismo e toma providências no sentido de afastar de modo definitivo o odioso sistema e assim conquistar novos tempos, onde, se Deus quiser, a justiça e a eqüidade terão lugar garantido.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Clube de Autores (Edição Digital)
Número de Páginas 100 (aproximado)
Idioma Português
Acabamento e-book
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Epub
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Tamanho do Arquivo 217
Início da Venda 15/06/2015
VOLUME 1
Cód. Barras 2999990187535
Número da edição 1
Ano da edição 2015
Ano da Publicação 2015
Mês da Publicação JUNHO
AutorLuiz Augusto Da Silva Canêdo