Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

Neil Gaiman

País de origem: Reino Unido
Nascimento: 19 de agosto de 2017
Site: www.neilgaiman.com
Gêneros Ficção, HQs/Quadrinhos, Romance
Neil Richard MacKinnon Gaiman, mais conhecido como Neil Gaiman, nasceu no Reino Unido em 10 de novembro de 1960 e é um autor britânico de romances, quadrinhos e roteiros. Entre suas obras estão "Deuses Americanos" e "Belas Maldições", a segunda em parceria com Terry Pratchett. Seu grande reconhecimento veio com “Sandman”, obra de arte que lhe rende fãs até hoje.

Neil aprendeu a ler com quatro anos. Segundo o próprio: "Eu era um leitor voraz. Adorava ler. Ler dava-me prazer. Era muito bom na maioria das disciplinas na escola não porque tinha algum tipo de aptidão para elas, mas porque normalmente davam-nos os manuais no primeiro dia de aulas e eu lia-os, o que significava que sabia o que se ia ensinar a seguir porque já tinha lido tudo". Alguns dos livros que o marcaram mais durante a infância foram “The Ka of Gifford Hillary” e “The Haunting of Toby Jugg” de Dennis Wheatley, “O Senhor dos Anéis” de J. R. R. Tolkien e “The Chronicles of Narnia” de C. S. Lewis. Neil também já afirmou que “Alice no País das Maravilhas” vai ser sempre um dos seus livros preferidos e que em criança o leu várias vezes, ao ponto de o saber de cor.

Após ter sido rejeitado muitas vezes por editores, Neil adotou o jornalismo como meio de fazer conexões que ele esperava o ajudassem a ser publicado mais tarde, então começou entrevistando pessoas e escrevendo crítica literária. Durante este tempo escreveu seu primeiro livro, uma biografia da banda Duran Duran e o segundo, foi sobre o autor Douglas Adams. Além disso, um grande número de artigos para a Knave Magazine.

Após ter se tornado amigo do famoso roteirista Alan Moore (e vale destacar que quando se tornaram amigos, ambos ainda esperavam pela fama), Gaiman começou a escrever HQ's (histórias em quadrinhos). Escreveu duas histórias com seu colaborador favorito e amigo de longa data Dave McKean: “Violent Cases” e “Signal to Noise”. Mais tarde, firmou um contrato com a DC Comics que resultou na minissérie Orquídea Negra.

Escreveu uma quantidade enorme de HQ's para várias editoras, porém “Sandman” foi e ainda é uma sensação cultural, arrebanhando fãs ardorosos e tornando os quadrinhos respeitáveis a novos públicos. A série começou em 1988 e terminou em 1996, quando Gaiman anunciou simplesmente que a história que começou na primeira edição havia terminado seu curso natural. Todas as 75 edições da série regular foram organizadas em 10 volumes que ainda são impressos e vendem bem.

O primeiro romance de Neil Gaiman, “Good Omens”, foi lançado em 1990 em colaboração com Terry Pratchett. Os dois autores afirmam que todo o romance foi um trabalho de equipe e que a maioria das ideias pode ser atribuída a ambos, porém Terry Prachett escreveu e editou uma grande maioria do livro uma vez que Neil estava ocupado com Sandman.

Gaiman recebeu um prêmio do Fantasy World Award em 1991 por “Sandman - Sonho de uma Noite de Verão”, e como depois disso uma regra foi alterada, impedindo que quadrinhos concorram, ele é o único autor a receber este prêmio com um roteiro de histórias em quadrinhos.

Neste mesmo ano, Gaiman publicou os “Livros da Magia”, uma minissérie em quatro partes que relata uma excursão às partes mágicas e mitológicas do Universo DC. Com uma história focada num adolescente inglês que descobriu que tem por destino talvez se tornar o maior mago do mundo. A minissérie foi popular e rendeu uma série regular escrita por John Ney Reiber.

Neil Gaiman é um membro da direção do Comic Book Legal Defense Fund (Fundo de Defesa Legal dos Quadrinhos) e regularmente participa de arrecadações de fundos para o grupo, incluindo na criação de material como a história “Snow, Glass and Apples”.

O seu segundo romance e primeiro a solo, “Neverwhere”, é uma adaptação do roteiro de uma minissérie que Neil escreveu para a BBC em 1996. Originalmente o romance servia como uma espécie de acompanhante da série de TV e já foi revisto duas vezes desde o seu lançamento. A primeira revisão foi feita para o público norte-americano que não tinha conhecimento dos locais de Londres e a segunda porque Neil não estava completamente satisfeito com o texto original.

Quando Gaiman escrevia o livro “American Gods”, seus editores criaram um site promocional que consistia de um blog no qual Gaiman descreveria o processo cotidiano de escrever (e também revisar, publicar, promover) a novela. Depois de o romance ser publicado, o blog evoluiu em um Web site oficial mais geral sobre Neil Gaiman, e desde então ainda adiciona textos regularmente, descrevendo o processo cotidiano de ser Neil Gaiman e de escrever qualquer que seja o projeto atual. Partes do blog foram extraídas para a publicação na coleção “Adventures in the Dream Trade”.

Lançado em 2001, “American Gods” teve um grande sucesso comercial e junto da crítica. Em 2002 venceu o prémio Hugo e o prêmio Nebula. Em 2011 foi lançada uma versão comemorativa do 10º aniversário do romance com mais 12.000 palavras do que o original.

Apesar de nunca ter escrito uma continuação direta de “American Gods”, Neil Gaiman já escreveu para algumas das suas personagens. No romance Anansi Boys, Neil desenvolve a personagem de Mr. Nancy através da relação com os seus dois filhos: um semi-divino e o outro um inglês normal. Quando foi lançado, o romance estreou-se em primeiro lugar da lista de livros mais vendidos do New York Times.

No final de 2008, Neil lançou um livro juvenil, “The Graveyard Book”. O livro segue as aventuras de um rapaz chamado Bod que é criado pelos habitantes sobrenaturais de um cemitério depois de a família ser brutalmente assassinada. O livro foi bastante influenciado por O Livro da Selva de Rudyard Kipling e valeu o segundo prémio Hugo a Neil Gaiman, para além das medalhas Carnegie e Newbery. Foi também um sucesso comercial, tendo permanecido na lista de livros mais vendidos do New York Times durante várias semanas.

Em 2009 escreveu uma história em duas partes de Batman para a DC Comics, "Wharever Happened to the Cape Crusader" e em 2013 criou a personagem de Angela para o Universo Marvel. A sua personagem foi apresentada na minissérie “Age of Ultron”.

Em 2013 foi lançado “The Ocean at the End of the Lane”. Apesar de ser considerado um livro infantil, Neil já afirmou que o livro se destina a "toda a gente que já teve sete anos de idade". O romance segue a história de um homem que regressa à sua terra-natal para o funeral do pai e recorda os acontecimentos estranhos que ali tiveram lugar quarenta anos antes e das aventuras que viveu com Lettie Hempstock e a sua família pouco usual. Este foi considerado o Livro do Ano pelos British National Book Awards.

Neil também já lançou vários livros infantis, tais como “The Day I Swapped My Dad for Two Goldfish” (1997), “Odd and the Frosty Giants” (2008), “Blueberry Girl” (2009), “Fortunately the Milk” (2013) e “The Sleeper and the Spindle” (2014). Lançou ainda vários livros de contos, sendo os mais populares “Smoke and Mirrors” (1998), “Fragile Things” (2006) e “Trigger Warning” (2015).

Em 2016 estreia a série Lucifer no canal Fox cujas personagens são baseadas na HQ Sandman. Ainda em 2016, estreia a minissérie Neil Gaiman's Likely Stories no canal Sky Arts. A minissérie vai consistir na adaptação de quatro contos do autor para a televisão.

Mistério, fantasia e humor requintado. Essas são as linhas que se entrelaçam em todas as tramas de Neil Gaiman , hoje conhecido por ser um dos criadores dos quadrinhos modernos.
Leia mais