Artboard 33atençãoArtboard 18atualizarconectividadeArtboard 42boletocarrinhocartãoArtboard 45cartão SaraivacelularArtboard 42Artboard 23checkArtboard 28Artboard 17?compararcompartilharcompartilhar ativoArtboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32ebookArtboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11fecharfilmesArtboard 23gamesArtboard 4Artboard 9Artboard 6hqimportadosinformáticaArtboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44curtirArtboard 24Artboard 13livrosArtboard 24Artboard 31menumúsicaArtboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44outrospapelariaArtboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35estrelaestrela ativorelógiobuscaArtboard 50Artboard 26toda saraivaArtboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37usuárioArtboard 46Artboard 33Artboard 8seta

Calliape - A Escrava De Atenas (Cód: 9889391)

Stockler,Cindy

Letras do Pensamento

Vendido e entregue por Saraiva

Este produto está temporariamente indisponível no site, mas não se preocupe, você pode reservá-lo para retirada em uma loja física!

Reserve seu produto na loja para retirada em até 1 hora.
Ops! Este produto está temporariamente indisponível. Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.
Ops! Este produto está temporariamente indisponível. Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 45,00

em até 1x de R$ 45,00 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 42,75 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Calliape - A Escrava De Atenas

R$45,00

Descrição

Apresentação Eis aqui a estória de uma família de pessoas comuns na Atenas do século V antes de Cristo – o chamado “século de ouro”, o século de Péricles, da democracia, da Guerra do Peloponeso, das grandes artes, dos grandes nomes. Reconheço que foi um gesto ousado ter dado liberdade à inspiração para escrevê-la. Mas uma pesquisa meticulosa embasando o relato, aliada à observação e reflexão sobre os meandros da alma humana, veio me entusiasmar e incentivar, tornando-se tão valiosa que acabou fazendo parte do livro, na forma de um Apêndice numerado. É possível achar, num primeiro momento, que este romance deveria ter sido escrito obedecendo as regras, forma e linguagem usados nas tragédias e épicos escritos à época que ele descreve, como Eurípides, Homero, e tantos outros. Porém, inexiste aqui a pretensão de se equiparar o presente relato aos grandes clássicos da literatura da antiguidade, seja em sua forma, linguagem, abordagem ou conteúdo. Trata-se, no romance, de uma estória de ficção, uma fantasia, uma deliciosa viagem para a Grécia antiga, buscando cativar, encantar e entreter o leitor, reportando-o à esta época da História que, bem sei, pode perfeitamente prescindir de tais artifícios para ser apreciada, admirada e estudada. A questão da linguagem, no entanto, não restou esquecida. Deveriam ter sido empregados linguagem e modo de falar semelhantes aos dos mencionados clássicos, visando nessa tocante estreita e estrita fidelidade à época? Poderia ser empregada linguagem atual sem colocar em risco a credibilidade do relato nem roubar o valor da profunda pesquisa sobre a época, seus valores, instituições e fatos, pesquisa esta que conduziu toda a confecção da obra com o objetivo de lhe dar substância e consistência? Tal era minha indagação diante da tela em branco e do cérebro cheio de cenas, episódios e acontecimentos querendo ser transcritos, colocados no papel e, finalmente, lidos. Aquiesci à urgência da estória em ser contada, e optei por escrevê-la na linguagem atual, aquela com a qual o leitor não acadêmico está mais habituado, de modo a não desestimular sua leitura, levando-o confortavelmente para dentro da casa desta família helênica, a qual, o leitor verá, não distava tanto dos nossos próprios lares e corações. Curiosamente, foi a leitura de Aristófanes – dramaturgo cômico do século V a.C. – que me mostrou haver eu escolhido o caminho mais acertado. Dividido em 12 capítulos, cada um levando o nome de um dos doze deuses do Olimpo, conforme sejam estes mencionados pelos personagens, o texto traz ainda uma numeração entre parênteses, que remete ao Apêndice – este sim em forma e linguagem didática, trazendo todas as notas de pesquisa, de modo que o romance esteja alinhado com os fatos e personagens históricos, costumes, leis e passagens da época descrita. Que assim como aconteceu comigo, o leitor encontre nessa viagem ao passado um elo entre o mundo antigo e o século XXI. A autora.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Letras do Pensamento
Cód. Barras 9788562131288
Altura 23.00 cm
I.S.B.N. 9788562131288
Profundidade 1.50 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2017
Idioma Português
Número de Páginas 336
Peso 0.60 Kg
Largura 16.00 cm
AutorStockler,Cindy