Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
e-book

Da eloquência das lápides e outros poemas (Cód: 9755583)

Paulo Ouricuri

Talentos Da Literatura Brasileira (Ld)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 14,90

em até 1x de R$ 14,90 sem juros

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Origem

R$ 49,90

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Da eloquência das lápides e outros poemas

R$14,90

Descrição

Com lirismo visceral, o livro Da eloquência das lápides e outros poemas arrebata os amantes da literatura. Uma poesia lapidada, com raiz em intuições genuínas, artesanalmente esmerada em versos impactantes.
Nos poemas, um conjunto de sensações harmonicamente estruturadas induz os espíritos a um permanente estado de suspension of disbelief (suspensão de descrença), expressão de Samuel Taylor Coleridge. Sem perceber, o leitor é inebriado pela cativante atmosfera poética, sentindo -se sadiamente embriagado, como Charles Baudelaire no poema Embriagai-vos: “Deveis andar sempre embriagados. Tudo consiste nisso: eis a única questão. Para não sentirdes o fardo horrível do Tempo, que vos quebra as espáduas, vergando -vos para o chão, é preciso que vos embriagueis sem descanso/ Mas, com quê? Com vinho, poesia, virtude. Como quiserdes. Mas, embriagai -vos”
(trad. de Paulo de Oliveira).
Obra para ler e reler

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Talentos Da Literatura Brasileira (Ld)
Idioma 333
Acabamento e-book
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Epub
Proteção Drm Não
Cód. Barras 9788542812237
Ano da edição 2017
Ano da Publicação 2017
AutorPaulo Ouricuri