Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

Depois dos Neoconservadores - A América na Encruzilhada (Cód: 1638967)

Fukuyama, Francis

Gradiva

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

Economize até R$ 38,09

R$ 28,82 (-15%) em até 1x no crédito
R$ 66,90 R$ 33,90 (-49%)
Cartão Saraiva R$ 28,82 (-15%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Depois dos Neoconservadores - A América na Encruzilhada

R$33,90

Descrição

Fukuyama mostra como os líderes políticos americanos subestimaram tanto a hostilidade estrangeira suscitada pela guerra com o Iraque como as dificuldades da reconstrução daquele país. Em seguida, com a acutilância na análise da política internacional a que nos habituou, relaciona os problemas no Iraque com tendências mais amplas, incluindo as recentes revoluções na Europa de Leste. O que deverá fazer a América agora? Uma vez que nenhuma das teorias estabelecidas consegue orientar a actual política externa do país, Fukuyama sugere uma nova abordagem: enfatiza a importância de se tratarem as questões do desenvolvimento e da criação simultânea de instituições internacionais – o que iria evitar a guerra chamada «preventiva». É uma forma nova e potencialmente mais popular de relacionamento dos Estados Unidos com o resto do mundo. «Cheguei à conclusão de que o neoconservadorismo, quer como símbolo político, quer como corpo de reflexão teórica, evoluiu para algo que eu deixei de conseguir apoiar. […] O neoconservadorismo tornou-se agora irreversivelmente identificável com as políticas da administração de George W. Bush durante o seu primeiro mandato e qualquer esforço, nesta altura, para recuperar a designação será, provavelmente, um exercício fútil. É muito mais importante redefinir a política externa americana para que esta possa passar além do legado da administração de Bush e dos seus apoiantes neoconservadores.» Francis Fukuyama

Características

Peso 0.44 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Gradiva
I.S.B.N. 9896161488
Referência .
Altura 0.00 cm
Largura 0.00 cm
Profundidade 0.00 cm
Número de Páginas 196
Idioma Português (Portugal)
Detalhe 1
Cód. Barras 9789896161484
Ano da edição 12/2006
AutorFukuyama, Francis