Artboard 33Artboard 16Artboard 18Artboard 13Artboard 42Artboard 21Artboard 4Artboard 5Artboard 45Artboard 22Artboard 7Artboard 42Artboard 23Artboard 12Artboard 28Artboard 17?Artboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32Artboard 6Artboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11Artboard 41Artboard 11Artboard 23Artboard 10Artboard 4Artboard 9Artboard 6Artboard 8Artboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44Artboard 16Artboard 24Artboard 13Artboard 5Artboard 24Artboard 31Artboard 1Artboard 12Artboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44Artboard 9Artboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35Artboard 15Artboard 14Artboard 50Artboard 26Artboard 14Artboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37Artboard 46Artboard 33Artboard 8

Dias de Chuva e Tempestade - Há Segredos Que Não Podem Ser Revelados (Cód: 4045835)

Pickard,Nancy

Arqueiro

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 34,90

em até 1x de R$ 34,90 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 33,16 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Dias de Chuva e Tempestade - Há Segredos Que Não Podem Ser Revelados

R$34,90

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Há 23 anos um crime abalou a pacata Rose, uma cidadezinha no interior do Kansas. Hugh-Jay Linder, filho de um rico fazendeiro, foi encontrado morto em casa e sua esposa, Laurie, desapareceu, levantando a suspeita de que ela também teria sido assassinada. Ex-empregado da família, o vaqueiro Billy Crosby foi imediatamente detido e logo condenado: um vestido sujo com o sangue de Laurie estava dentro da sua picape e o chapéu dele foi encontrado na cena do crime. Agora o jovem advogado Collin Crosby quer provar que o pai é inocente e que as evidências foram manipuladas por influência da família Linder. Enquanto Collin espera um novo julgamento para fazer justiça ao pai, Jody precisa confrontar seus tios e avós para descobrir o que realmente aconteceu naquela terrível noite. Para isso, ela sera obrigada a remexer em velhos segredos de família e a lidar com consequências imprevisíveis. Um suspense com pinceladas de poesia e lirismo, Dias de chuva e tempestade captura a essência das pequenas cidades americanas e demonstra a habilidade de Nancy Pickard em criar personagens incrivelmente reais e profundos.

Características

Peso 0.35 Kg
Produto sob encomenda Sim
Editora Arqueiro
I.S.B.N. 9788580410471
Altura 23.00 cm
Largura 16.00 cm
Profundidade 2.00 cm
Número de Páginas 240
Idioma Português
Acabamento Brochura
Tradutor Lino, Marcello
Cód. Barras 9788580410471
Número da edição 1
AutorPickard,Nancy

Leia um trecho

9 de junho de 2009 Até os 26 anos, Jody Linder desconfiava da felicidade. A jovem odiava esse estado de espírito que costumava estragar os momentos agradáveis, mas, afinal de contas, ela morava em Rose, no Kansas. No ano anterior, um tornado tinha matado três pessoas a poucos quilômetros de sua cidade natal. Um tornado enquanto o sol brilhava no céu! No inverno havia tempestades de granizo e no verão, incêndios. Conhecidos decretavam falência, perdiam suas casas, fazendas e seus empregos. Ou morriam inesperadamente. Uma pessoa podia pertencer a uma família honesta que levava uma vida pacata em uma pequena cidade no meio do nada e, em uma inocente noite de sábado, homens surgiam como tornados e transformavam os moradores honestos em protagonistas mortos de um livro de Truman Capote. Coisas desse tipo aconteciam, não era paranoia. Era um fato terrível que Jody conhecia melhor do que ninguém, ou, pelo menos, melhor do que qualquer pessoa que não teve o pai assassinado aos três anos e a mãe desaparecida na mesma noite. Coisas desse tipo aconteciam e ela estava ali para mostrar. Portanto, com o passado a provar que o presente não era confiável, a felicidade deixava Jody Linder ansiosa. O sentido de proteção fazia com que ela inspecionasse os cantos, levantasse as tampas das lixeiras e abrisse as cortinas do chuveiro com medo de que pudesse haver alguém escondido. Afinal, podia acontecer de um assassino estar escondido em um canto, insetos ficarem à espreita nas lixeiras e aranhas pularem das banheiras. A felicidade era frágil, preciosa e suspeita. Depois da ascensão vem a queda, ela acreditava, o que explicava suas palpitações enquanto estava nua na cama com Red Bosch no meio de uma linda tarde do Kansas. O ar tinha um cheiro bom para um dia quente e a luz penetrando pelas cortinas de ilhoses parecia suave para o horário. Um presságio ainda pior era o fato de o sexo com aquele homem que ela não amava ter sido bom a ponto de ele merecer algum tipo de confiança após os momentos de satisfação de ambos. Ela permanecera de olhos abertos, pois tinha visto o sorriso malicioso de Red, satisfeito consigo mesmo. Não se vanglorie, Jody quase deixou escapar, mas pensou que, primeiro, não era gentil da parte dela e ele não merecia aquelas palavras e, segundo, não havia motivo para Red não se vangloriar. Ele sabia montar a cavalo, arrebanhar gado, colher feno e fazer aquilo. Ela não conseguia imaginar melhores talentos em um homem.