Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

Discurso de Primavera e Algumas Sombras (Cód: 1573702)

Andrade, Carlos Drummond de

Record

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 37,90
Cartão Saraiva R$ 36,01 (-5%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Discurso de Primavera e Algumas Sombras

R$37,90

Descrição

Lançado em 1977 e ampliado no ano seguinte, 'Discurso de Primavera e Algumas Sombras' está dividido em seis blocos: Notícias do Brasil, Os marcados, São Sebastião e pecadores do Rio de Janeiro, Capítulos de história colonial, Assim vai (?) o mundo, Música de fundo. Nele, Drummond, entre melancólico e irritado, chora o Rio São Francisco que seca, a poluição do Tietê, as mudanças para pior introduzidas na Belo Horizonte de sua infância, a ansiedade das pessoas, a venda da cultura brasileira. Protesta contra a guerra e reclama dos automóveis. Relembra a inconfidência mineira, Chico-Rei, canta o Rio de Janeiro e seu povo, fala dos amigos: Helena Antipoff, Pedro Nava, Murilo Mendes, Lúcio Cardoso, Portinari, Di Cavalcanti Érico Veríssimo, Alceu Amoroso Lima, Manuel Bandeira
Nasceu em 1902 em Itabira, Minas gerais, filho de fazendeiro. Estudou no Colégio Arnaldo, em Belo Horizonte, e no Colégio Anchieta, em Nova Friburgo, de onde foi expulso após uma briga com o professor de português. Mudou-se em 1920 para Belo Horizonte, onde publicou seus primeiros trabalhos. Formado em Farmácia em 1925, ganhou a vida como professor de Geografia e Português antes de conseguir um cargo de redator do jornal Diário de Minas. Em 1928 publicou o poema 'No meio do caminho' e, graças ao amigo Rodrigo M. F. de Andrade, iniciou sua longa carreira de funcionário público. Em 1934 mudou-se para o Rio de Janeiro e começou a trabalhar no Ministério da Educação. Em 1945, publicou A rosa do povo e assumiu o posto de diretor do jornal comunista Tribuna Popular. Além da poesia, da crônica (principalmente no Correio da Manhã e no Jornal do Brasil) e do serviço público, foi tradutor de obras de Choderlos de Laclos, Balzac, Proust, García Lorca, entre outros. Morreu em 1987, doze dias depois de sua filha Maria Julieta, deixando organizados cinco livros inéditos: O avesso das coisas, Moça deitada na grama, Poesia errante, O amor natural e Farewell. Além destes, tem 30 livros de poesia, dois livros infantis (O elefante e História de dois amores) e 19 de crônicas e aforismos.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Record
Cód. Barras 9788501072344
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 8501072346
Profundidade 0.00 cm
Idioma Português
País de Origem Brasil
Peso 0.44 Kg
Largura 14.00 cm
AutorAndrade, Carlos Drummond de

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Discurso de Primavera e Algumas Sombras