Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
Promoção Visa Checkout
e-book

Dossiê 50 (Cód: 5744930)

Moraes Neto,Geneton

e-galáxia (Edição Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 13,00 R$ 9,10 (-30%)
Cartão Saraiva R$ 9,10

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Dossiê 50

R$9,10

Descrição

Maracanã. Rio de Janeiro, 16 de julho de 1950. Final da Copa do Mundo de Futebol. Brasil x Uruguai.

Era uma tarde quente de inverno no Rio de Janeiro, o Brasil só precisava empatar e se consagrar Campeão Mundial de Futebol pela primeira vez. Havia goleado, jogado bem, era favorito absoluto: seria campeão. Então, o que deu errado? O Brasil fez um a zero no segundo tempo, diante de um estádio ensandecido de alegria. O improvável, então, resolveu entrar em campo e o Uruguai fez o que ninguém imaginaria, virar o jogo e vencer a “imbatível” Seleção Brasileira no templo máximo do futebol: o Maracanã. O estádio ficou mudo.

Para tentar entender o contexto daquele 16 de julho de 1950, o jornalista Geneton Moraes Neto fez uma expedição atrás dos protagonistas dessa tragédia esportiva. “Pude ver que, por trás da derrota, escondiam-se dramas humanos: o estigma do naufrágio acompanharia os jogadores pelo resto da vida. Valia a pena ouvir a voz dos renegados”, conta Geneton. E foi por achar “os derrotados, os esquecidos e os dissidentes mais interessantes do que os vitoriosos”, que o autor pesquisou e entrevistou os 11 jogadores da seleção de 50. Em 1987, três décadas depois do fatídico jogo, Barbosa, Augusto, Danilo, Juvenal, Bauer, Bigode, Friaça, Zizinho, Ademir, Jair, Chico e o massagista Mário Américo voltaram ao palco daquela final a convite do jornalista Geneton Moraes Neto. Foi a primeira e última vez que isso aconteceu.

Fim de uma história? Ou o eterno retorno de fantasmas e medos de quem está prestes (em 2014) a sediar a próxima Copa, e que já tem definido o Maracanã como palco da final?

Características

Produto sob encomenda Sim
Marca e-galáxia (Edição Digital)
Cód. Barras 9788567080017
Acabamento ebook
Início da Venda 17/10/2013
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Epub
Proteção Drm Sim
Idioma Português
Peso 0.00 Kg
AutorMoraes Neto,Geneton