Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 42 Artboard 21 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 42 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 23 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 6 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 43 Artboard 44 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 46 Artboard 8

Entre A Rua e A Cela (Cód: 6566559)

Martel,Henrique Caire

All Print

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 35,00

em até 1x de R$ 35,00 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 33,25 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Entre A Rua e A Cela

R$35,00

Descrição

“Diógenes viu que uma grande tropa de varas e ministros de justiça levavam a enforcar uns ladrões, e começou a bradar: Lá vão os ladrões grandes a enforcar os pequenos.” Padre Antônio Vieira Sermão do Bom Ladrão, Lisboa, 1655. O crime tem a idade do homem. Não há notícia de qualquer período da história da humanidade em que não ocorreram os chamados ilícitos penais. É próprio do ser humano querer ser mais espertinho do que o seu semelhante: enriquecer sem trabalhar; ficar dormindo enquanto outros madrugam; avançar no que não lhe pertence; tirar da frente o seu inimigo causando-lhe mal, até mesmo a morte. E não somente entre a plebe rude, os menos acariciados pela sorte. Os grandes criminosos, muitas vezes, mais hábeis em suas intentadas, passam como pessoas de bem e até recebem lisonjas e louváveis honrarias, como nome de ruas, praças, viadutos, escolas, quando, na verdade, bem ficariam com os nomes no rol dos culpados, como o criminoso comum. Grandes generais e grandes guerreiros não foram senão grandes delinquentes.

Características

Peso 0.33 Kg
Produto sob encomenda Não
Editora All Print
I.S.B.N. 9788541103152
Altura 21.00 cm
Largura 14.00 cm
Profundidade 1.50 cm
Idioma Português
Cód. Barras 9788541103152
Número da edição 1
Ano da edição 2013
AutorMartel,Henrique Caire