Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
selo-progressivo-livros
e-book

Lua de Mel Interrompida (Cód: 9711296)

Mac - Alexandre dos Santos Pereira Neto

publique-se!

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 22,50

em até 1x de R$ 22,50 sem juros

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Lua de Mel Interrompida

R$22,50

Descrição

Esta história se passa no futuro há mais de 100 anos na nossa frente no século 22, mais precisamente entre 2105 e 2109 d.C., após o aumento do nível dos Oceanos, a uma altura de 250 metros. Mas antes vamos voltar ao tempo em que o nosso Planeta se deparava com uma Natureza quase morta, diante da monumental ocupação sistemática dos espaços verdes de suas Cidades, que se juntavam até ao seu horizonte, apesar dos Ambientalistas e suas Tropas de choque, que batalhavam em vão para conseguir uma cobertura verde entre elas, no Litoral e no Interior de todos os Continentes.
O Aquecimento Global feito, pelas Indústrias e suas emissões de gases, pela descarga no Ar dos escapamentos de fumaça negra dos automóveis movidos a gasolina, pelas queimadas das florestas, pela falta de cobertura verde nas Cidades Litorâneas e as do Interior, com seus edifícios de concreto, que produziam calor e impediam a circulação dos ventos, que trazem as sementes impedindo o crescimento das árvores e de seus Biomas. O Desmatamento sistemático das florestas feito pelo homem acaba com a única proteção, pois o Co2 desprendido para a Atmosfera, forma o Efeito Estufa e faz com que os raios solares fiquem mais fortes a afetem o Ciclo de Vida da Natureza, fazendo com que homens, mulheres, animais fossem dizimados com o calor de 50 graus e tivessem que migrar, para as montanhas e planaltos. A elevação das temperaturas estava derretendo e afetando a cobertura de gelo de água doce da Groenlândia, Islândia, Sibéria e seu Permafrost que armazena mais Gás Carbônico que toda as florestas juntas do mundo e que está no momento se descongelando e derretendo, as Geleiras Argentinas e no Polo Sul com a Antártica e suas geleiras que perdem 52 km cúbicos de gelo por ano. Criando Icebergs de água Doce no Mar, quando o nível dos Oceanos passou de 20 centímetros para mais metro por ano, todas as Cidades Litorâneas abaixo e acima do mar estavam sucumbindo, apesar de todos os escorços em contrário. A belíssima Veneza na Itália, as ilhas do Mediterrâneo, Nova Orleans e as Cidades do Golfo, as Cidades da Holanda, Nova York, Londres e as Ilhas ao redor do mundo desapareciam aos poucos.
Bom a partir dessa catástrofe as Tecnologias Limpas predominaram. As Fazendas de Ventos nas montanhas, onde a mini agriculturas terrestres e hidropônicas se fizeram valer. A Tecnologia Solar foi o suporte de toda essa nova Era, carros submarinos, hidroaviões, overcópteros, casas barcos e motores em geral eram movidos com Placas Solares. Com o passar do tempo as Cidades Litorâneas flutuantes e solares, prosperavam e cresceram encostadas perto das montanhas mais próximas. Elas eram independentes e isoladas no mar, quase não tinham contato com as Cidades Terrestres a não ser pelo comercio que havia entre elas. Mas a população náutica de um modo geral tinha uma certa aversão a terra firme, de modo que elas se isolaram do que restou do Brasil, formando um Estado em separado, mas a sobrevivência falava mais forte e havia uma certa harmonia entre o Povo do Mar e o Povo da Terra, não havia conflitos, só ajuda mútua entre eles. As Cidades Submersas e abandonadas com seus arranha céus, serviam agora para de criadouro de peixes para os Fazendeiros do Mar, que aplicavam suas tecnologias para alimentar uma boa parte da população dos Países atingidos. A União Global dos Continentes criou uma rede de solidariedade, amenizando parte dessa tragédia, Gasolina, Óleo Diesel, fabricas poluidoras e Desmatamento foram proibidos.
Os Náuticos como era chamado o Povo do Mar, enriqueceram muito e se tornaram um Estado Livre e Democrático, alcançando um Status de Primeiro Mundo, coisa que só as megacidades do Interior tinham, tais como São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, etc. O Rio de Janeiro notabilizou se pela sua Industria Pesqueira e Naval e exportava sua tecnologia para o mundo ou o que restava dele. O Futuro está ali no Mar, seu povo prosperava e se expandia, diante dos picos altos de suas montanhas e como nas Histórias de Júlio Verne no (Livro A Ilha) existiam várias ilhas flutuantes movidas a energia solar. As Ilhas tinham edifícios de três andares com shoppings, cinemas, teatros, lojas de rua, restaurantes gastronômicos. Enfim toda uma infraestrutura de uma cidade e nas ruas só se podia andar de triciclos e a pé e em volta dessas Ilhas decks onde podia se aportar casas-barcos Solares e todo tipo de embarcações. Existiam as Ilhas-fábricas onde os operários aportavam suas casas para trabalhar e nos fins de semana navegavam até suas ilhas de lazer mais próximas.
A Pesca Industrial era feita por Esquadras de Submarinos cujos submarinos tinham braços mecânicos que transportavam viveiros do tamanho de campo de futebol, com 5 metros de altura, eles tinham uma entrada em forma de labirintos, o peixe entrava e depois não saia, ficava engordando por causa do alto nível de nutrientes na água. Os submarinistas eram chamados de (Os Pastores do Mar) peça fundamental da Industria de Pesca. A função dessas Esquadras era recolher os viveiros de peixes grandes e gordos. Estas armadilhas gigantes eram colocadas no alto dos edifícios, das montanhas submersas, ou em baixo nos escombros das casas e edifícios que ruíram com o tempo e se transformaram em viveiros naturais de peixes. Eles recolhiam as armadilhas e as levavam para a fábrica de processamento de pescado e se transformavam em delícias gastronômicas nas mesas de toda a população. Os submarinistas formavam um grupo coeso, que fazia a diferença, pois todos os dias eles mediam o avanço do Mar na sua tarefa de Pastores do Mar, enquanto trabalhavam nos pequenos submarinos verificando todos os dias, os viveiros artificiais de peixe no fundo do mar e se deparavam sempre perplexos diante da cena de uma Cidade e seus Subúrbios derrubados pela fúria das ondas.
A Esquadra Civil Orça Amarela tinha 7 submarinos e era composta uma tripulação de 38 homens e mulheres. Eles eram diferentes de qualquer grupo de pessoas, primeiro por que passavam a maior parte do seu tempo no Fundo do mar arrebanhando o maior número de peixes possível, segundo a maneira de enxergar o mundo da superfície era peculiar e fazia com que o dia a dia, nos namoros entre os grupos solares se misturassem na (Formula do Amor) ou seja como são chamados os inter-relacionamentos que são baseados em dois Livros antigos e resgatados há 100 anos atrás pelos jovens na época da invasão das águas. Bom isto dava muito que pensar nas suas opções amorosas no fundo do mar pois todos estes jovens estavam prestes a realizar os seus sonhos. O Casamento das Almas Gêmeas. Pois esta era a missão desta Sociedade prover filhos felizes e fortes, capazes de enfrentar as intempéries da natureza com certo louvor e no fundo do mar eles tinham muito tempo para pensar nas escolhas certas, onde o silencio era precioso, mas a comunicação entre eles era feita com uma linguagem rápida e certeira, assim como a captura de um viveiro.
O Alto Mar se aproximou das Costas, trazendo os peixes grandes que nadavam entre as antigas montanhas e suas arvores, cujas águas continham um grande número de nutrientes, que alimentavam os peixes pequenos. Esta Cadeia Alimentar se fechava com a chegada dos peixes grandes. Os Pastores do Mar preservavam os Oceanos, fazendo uma pesca de engorda, seletiva e industrial, eles eram Equipes de Submarinistas, seletos escolhidos a dedo pelos Oficiais Comandantes da Marinha Brasileira, na Escola de Submarinos Civis do Rio de Janeiro. Essas Esquadras em questão eram formadas por Oficiais bem treinados, muito jovens e bastante experientes no seu trabalho, que começaram a pensar de uma maneira diferente, após uma Descoberta Arqueológica. A nossa história se desenrola neste panorama onde por um acaso um Cmdt Civil de uma das Esquadras, descobre nos escombros um Laboratório Secreto de 100 anos atrás, que não pode ser esvaziado por causa da primeira invasão do mar, então o nosso herói por um acaso, descobre neste Laboratório latas hermeticamente fechadas, contendo um boné de crupier, que nada mais era do que uma Inteligência Artificial que interagia com os Cérebros dos Animais e dos Humanos, fazendo com que houvesse uma Comunicação Instantânea entre todos Humanos num raio de transmissão de 100 km e também Humanos com os Animais e todos se falavam entre si. Em volta do aro de aço preto do Boné tinha os conectores dessa Inteligência Artificial e embaixo da aba os Óculos que eram um display ou melhor uma tela, onde se via como nos computadores todas as funções, arquivos de programas, tudo que o usuário poderia desejar através da força do pensamento, onde certamente ele poderia utilizar. Era a maravilha da Info Neuro bio robótica a mistura de 4 Ciências em prol da humanidade, em princípio seria a comunicação instantânea entre homens, mulheres e animais mamíferos. Depois com o desenrolar da história o leitor vai descobrir, as múltiplas facetas desta maravilha do século 21.
Acontece que esses InArcom ou seja I.E. Inteligência Artificial, de Comunicação como eram chamados era um projeto secreto dos antigos governos, que não puderam usá-lo por causa da elevação das águas. Mas o Povo da terra já usava há muito tempo, ou melhor seus governantes, pois a população terrestre de um modo em geral não tinha conhecimento deste artefato. A Descoberta por parte de um “Pastor do Mar” democrata, causou um certo pânico no Governo Central do Brasil, que passou acompanhar de perto as ações do nosso Herói, pois a Democracia incomodava e confrontava as convicções do Planalto Central, pois um Povo bem informado, com comunicações instantâneas, seria um perigo iminente e certamente afetaria as ações escusas e pouco transparente que os donos do poder detinham, mas isto foi em 2105 d.C. Hoje, Marco volta de um coma causado por uma onda de choque dos navios que explodiram com seus últimos torpedos no Mar Vermelho do Pará, mas de qualquer maneira toda essa violência contrastava com a Sociedade de ALMAS GEMEAS, criada pelos Náuticos para gerar filhos felizes e fortes aptos para enfrentar as intempéries do mau tempo e do mar raivoso feito pelo Aquecimento Global, que elevou o nível dos Oceanos submergindo todas as Cidades do Mundo inteiro. Os Casais desta Sociedade de Almas Gêmeas fizeram a diferença nesta história, pois eles utilizavam a Formula do Amor, para encontrar o parceiro ideal dentre tantos jovens solteiros a formula era baseada na palavra condicional (se) a escolha for seguida de perto pela amizade, afinidade do respeito, da confiança, da fidelidade, do companheirismo, do sexo com amor, da cumplicidade, da parceria e por último amor entre eles. A união do Grupo Social formando uma Sociedade Democrática e Livre de todas as pressões econômicas, fez com que as Cidades Litorâneas, florescessem e progredissem nos seus relacionamentos humanos, diferentemente das Cidades pequenas e médias do Interior, daí este impulso no progresso tecnológico, científico, industrial e cultural desta Sociedade Náutica é neste panorama que se desenvolve a nossa história, cujos personagens principais colocam o Amor acima da Guerra e lutam para instaurar a Democracia no restou de terra firme no Brasil.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca publique-se!
Acabamento e-book
Proteção Drm Não
Início da Venda 15/05/2017
Cód. Barras 9999097112967
Ano da edição 2017
AutorMac - Alexandre dos Santos Pereira Neto