Artboard 33atençãoArtboard 18atualizarconectividadeArtboard 42boletocarrinhocartãoArtboard 45cartão SaraivacelularArtboard 42Artboard 23checkArtboard 28Artboard 17?compararcompartilharcompartilhar ativoArtboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32ebookArtboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11fecharfilmesArtboard 23gamesArtboard 4Artboard 9Artboard 6hqimportadosinformáticaArtboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44curtirArtboard 24Artboard 13livrosArtboard 24Artboard 31menumúsicaArtboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44outrospapelariaArtboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35estrelaestrela ativorelógiobuscaArtboard 50Artboard 26toda saraivaArtboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37usuárioArtboard 46Artboard 33Artboard 8seta

Novo Manifesto Dos Economistas Aterrados (Cód: 10288327)

Vários

Actual Editora

Vendido e entregue por Saraiva

Este produto está temporariamente indisponível no site, mas não se preocupe, você pode reservá-lo para retirada em uma loja física!

Reserve seu produto na loja para retirada em até 1 hora.
Ops! Este produto está temporariamente indisponível. Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.
Ops! Este produto está temporariamente indisponível. Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 49,00

em até 1x de R$ 49,00 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 46,55 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Novo Manifesto Dos Economistas Aterrados

R$49,00

Descrição

A crise económica que teve início em maio de 2007 revelou as fragilidades do panorama financeiro desregulado e os impasses do neoliberalismo. Quando a tempestade foi mais forte, os Estados intervieram. Ficaram-se, porém, pelos primeiros socorros, o resgate dos bancos e os planos de retoma, mas não atacaram as raízes da crise: a finança liberalizada, a mundialização desenfreada, a fuga para a frente produtivista e o aprofundamento das desigualdades. Os apóstolos do neoliberalismo imputaram a crise global à despesa pública excessiva, a um Estado social demasiado generoso e aos entraves à concorrência em mercados que nunca foram suficientemente liberalizados. E assim se cavou o fosso entre uma minoria próspera e privilegiada e uma maioria que se viu subitamente a braços com uma crise de austeridade. O primeiro Manifesto dos Economistas Aterrados deu o alerta em 2010: o aprofundamento das políticas neoliberais conduziu a recuos sem fim. Entretanto, instalou-se uma crise maior, que não para de produzir os seus efeitos. Por que razão há um novo manifesto quatro anos depois do primeiro? Que emergências e necessidades levaram os autores a retomar este assunto? Por um lado, a extrema gravidade da crise global, simultaneamente económica, social e ecológica; por outro lado, chegou o tempo de enveredar por novos caminhos para outra economia: neste novo manifesto, há 15 formas diferentes de os percorrer.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Actual Editora
Cód. Barras 9789896941192
Altura 23.00 cm
I.S.B.N. 9789896941192
Profundidade 2.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2015
Idioma Português
Número de Páginas 150
Peso 0.14 Kg
Largura 16.00 cm
AutorVários