Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

O Conceito de Dialética Em Lukács (Cód: 5797556)

Mészáros , István

Boitempo Editorial

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

Economize até R$ 5,10

R$ 33,21 (-10%) no boleto
R$ 42,00 R$ 36,90 (-12%)
Cartão Saraiva R$ 35,06 (-5%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


O Conceito de Dialética Em Lukács

R$36,90

Descrição

O conciso ensaio que dá título a este livro do filósofo húngaro István Mészáros – redigido originalmente entre 1967 e 1968 – é considerado pelo especialista e professor da UFRJ José Paulo Netto “um dos melhores e mais criativos estudos já publicados sobre a concepção de dialética que se articula e se desenvolve no conjunto da obra de György Lukács”. Com a intenção de facilitar o estudo da obra multiforme e altamente complexa de Lukács, Mészáros instaura uma matriz interpretativa para o trato do pensamento do filósofo conterrâneo e analisa criticamente seu legado. A perspectiva de Mészáros é privilegiada, pois, do final da década de 1940 e até a morte de Lukács, em 1971, cultivou uma relação ímpar com o seu mestre. Segundo Mészáros, os problemas da dialética ocupam um lugar central no pensamento de Lukács. Isso porque Lukács combateu o predomínio do “marxismo vulgar” no movimento organizado da classe trabalhadora, os ataques dogmáticos à dialética e às glorificações do materialismo mecanicista. Assim, preocupou-se constantemente em defender a validade metodológica universal da abordagem dialética. Fazer um relatório detalhado das ideias de Lukács sobre os vários aspectos da dialética surge como um desafio diante do qual muitos analistas, mesmo os mais dotados e sérios, se mantém desarmados, visto que a obra do filósofo húngaro – resultado de sete décadas de atividade febril – aspirou a uma síntese sistemática e universalizante, contida em milhares de páginas sobre história, política, economia, história da filosofia, história da estética, história da literatura, epistemologia, estética, ética, sociologia, questões partidárias, políticas culturais, ideologia etc. O presente volume é enriquecido por vasto material de apoio, em forma de notas explicativas, dados biográficos, caderno de ilustrações, bibliografia, índice remissivo e dois apêndices: o ensaio “György Lukács: a filosofia do ‘tertium datur’ e do diálogo coexistencial”, assinado por Mészáros em 1957, inédito no Brasil; e o artigo crítico “A verdade de uma lenda”, publicado no New Statesman, em 1971. O conceito de dialética em Lukács é a 13ª obra de Mészáros que a Boitempo publica. Do próprio Lukács a Boitempo tem recuperado os principais escritos, em obras traduzidas dos manuscritos originais, incluindo Prolegômenos para uma ontologia do ser social (2010) e O romance histórico (2011); este ano a editora publica ainda o segundo volume do seminal Para uma ontologia do ser social – o primeiro tomo é de 2012.

Características

Peso 0.16 Kg
Produto sob encomenda Não
Editora Boitempo Editorial
I.S.B.N. 9788575593554
Altura 23.00 cm
Largura 16.00 cm
Profundidade 1.70 cm
Cód. Barras 9788575593554
AutorMészáros , István