Artboard 33Artboard 16Artboard 18Artboard 13Artboard 42Artboard 21Artboard 4Artboard 5Artboard 45Artboard 22Artboard 7Artboard 42Artboard 23Artboard 12Artboard 28Artboard 17?Artboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32Artboard 6Artboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11Artboard 41Artboard 11Artboard 23Artboard 10Artboard 4Artboard 9Artboard 6Artboard 8Artboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44Artboard 16Artboard 24Artboard 13Artboard 5Artboard 24Artboard 31Artboard 1Artboard 12Artboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44Artboard 9Artboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35Artboard 15Artboard 14Artboard 50Artboard 26Artboard 14Artboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37Artboard 46Artboard 33Artboard 8
e-book

O efeito porco-espinho (Cód: 9419523)

Dvs (Edi??o Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 40,60

em até 1x de R$ 40,60 sem juros

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


O efeito porco-espinho

R$40,60

Descrição

A fábula do porco-espinho, de Arthur Schopenhauer, nas organizações modernasPor que um número tão grande de equipes não consegue realizar aquilo a que se propõe? Em primeiro lugar, pela crença arraigada de que os seres humanos são indivíduos racionais, em segundo, pelo fato de muitos designers de equipes se esquecerem de levar em consideração a existência de dinâmicas sutis e inconscientes que influenciam o comportamento humano.Em geral, profissionais que trabalham com grupos e equipes – coaches, consultores e executivos – se mostram bem alertas quando percebem gigantescos elefantes no ambiente de trabalho. Mas será que eles reparam na presença dos pequenos porcos-espinhos? Ao discorrer sobre proximidade social, o grande filósofo alemão Arthur Schopenhauer tece uma interessante analogia entre o desconforto vivenciado pelos seres humanos e por esses espinhosos animais. Durante o inverno, os porcosespinhos se amontoam para garantir a manutenção do calor corporal, mas logo percebem que seus próprios espinhos ferem seus pares. Em contrapartida, quando se separam, logo sentem frio novamente. No final, depois de muito sofrimento, eles finalmente descobrem qual a distância ideal que devem manter uns dos outros para garantir, ao mesmo tempo, calor e conforto. Já para os 'porcos-espinhos da raça humana', a necessidade simultânea de proximidade e distância se revela a principal razão pela qual as pessoas geralmente consideram tão difícil trabalhar bem em grupos e equipes.Porém, nas organizações modernas tal habilidade se mostra absolutamente essencial, na verdade, a inexistência de funcionalidade nesta área pode custar muito caro para as empresas. No livro O Efeito Porco-Espinho, Manfred Kets de Vries demonstra que os treinamentos de liderança em grupo são ótimos espaços experimentais para as pessoas aprenderem a funcionar como equipes de alto desempenho.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Não
Marca Dvs (Edi??o Digital)
Idioma 333
Acabamento e-book
Territorialidade Brasil
Formato Livro Digital Epub
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Tamanho do Arquivo 1985133
Cód. Barras 9788582890356
Ano da Publicação 2014