Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

O Filantropo (Cód: 421640)

Naves, Rodrigo

Companhia Das Letras

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 34,90
Cartão Saraiva R$ 33,16 (-5%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


O Filantropo

R$34,90

Descrição

Ficção? Ensaio? Poema em prosa? O filantropo parece participar a um só tempo de todas essas categorias, e essa promiscuidade de gêneros produz de imediato uma espécie de choque moderno. De autoria do crítico de arte Rodrigo Naves, são textos que tematizam atitudes éticas e vão rompendo as expectativas, os esquemas preconcebidos. Vão, em suma, restaurando na literatura a capacidade de surpreender.
´Vistos mais de perto, tais textos só fazem acentuar a estranheza, uma vez que a organização do conjunto obedece a uma lógica perversa. Boa parte dos que são narrados na primeira pessoa vai como que compondo um personagem ao longo do livro, o ´filantropo´ do título, obsedado em estabelecer normas de conduta para si próprio, em pautar sua existência pela justa medida aristotélica. Mas de chofre esse narrador subjetivo transmuta-se numa freira em ´Alvura´. Mais adiante, aquilo que conduz à virtude segundo a moral de Aristóteles tem uma finalidade nada edificante no trato com meninas impúberes: ´Elas se tornam impacientes quando ultrapassamos a justa medida´ (´De doze anos´).´ João Moura Jr.

Características

Produto sob encomenda Sim
Editora Companhia Das Letras
Cód. Barras 9788571648180
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 8571648182
Profundidade 0.00 cm
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 96
Peso 0.16 Kg
Largura 14.00 cm
AutorNaves, Rodrigo