Artboard 33atençãoArtboard 18atualizarconectividadeArtboard 42boletocarrinhocartãoArtboard 45cartão SaraivacelularArtboard 42Artboard 23checkArtboard 28Artboard 17?compararcompartilharcompartilhar ativoArtboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32ebookArtboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11fecharfilmesArtboard 23gamesArtboard 4Artboard 9Artboard 6hqimportadosinformáticaArtboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44curtirArtboard 24Artboard 13livrosArtboard 24Artboard 31menumúsicaArtboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44outrospapelariaArtboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35estrelaestrela ativorelógiobuscaArtboard 50Artboard 26toda saraivaArtboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37usuárioArtboard 46Artboard 33Artboard 8seta

O Livro Poético De Duque-costa (Cód: 3681723)

Costa,Duque

IMAGO

Vendido e entregue por Saraiva

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

De: R$ 25,00

Por: R$ 20,90

em até 1x de R$ 20,90 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 19,86 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


O Livro Poético De Duque-costa

R$20,90

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Nos anos vinte, Duque-Costa era um símbolo. Nele víamos o romântico a resistir às primeiras investidas do realismo; não se fala de literatura, mas do realismo da vida, das novas concepções que passaram a dominar a sociedade de todos os países depois da Primeira Guerra Mundial. O tipo clássico do poeta alheio aos problemas da vida, que se impunha em contornos tão diversos dos tempos dos bebedores de absinto, busncando na embriaguez os contatos com a genialidade. Muitas vezes, Duque-Costa perdia-se em reminiscências da vida de Byron, morrendo na luta pela independência da Grécia, e Shelley era um irmão de sua alma. Os “satânicos” como Baudelaire povoavam a sua mente e em tudo por tudo era refinado, singular, até bizarro; revivia em nossa lembrança o tipo de deveria ter sido o de Álvares de Azevedo. Poeta de extraordinária sensibilidade, o último dos grandes simbolistas, recusava-se a publicar livros. Qundo lhe dizíamos: “Vamos imprimir os teus poemas”, Duque repelia a ideia. E certa vez disse-me. “Os pássaros não imprimem os seus cânticos.” “Nós os líamos esparsos em revistas ou por ele mesmo recitados, e o fazia com requintes de declamador, gestos medidos e uma voz sonora.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora IMAGO
Cód. Barras 9788531210860
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788531210860
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 4
Ano da edição 2011
Idioma Português
Número de Páginas 176
Peso 0.23 Kg
Largura 14.00 cm
AutorCosta,Duque