Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
Livro Digital

O Silencieiro (Cód: 7580011)

Di Benedetto,Antonio

Globo Editora (Edição Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 19,60
Cartão Saraiva R$ 19,60

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


O Silencieiro

R$19,60

Descrição

Romance fundamental na literatura latino-americana do século XX, 'O Silencieiro', de Antonio Di Benedetto, ironicamente teve que passar por décadas de silêncio para vir a ser notado em sua real dimensão. O título, feliz neologismo criado pelo autor, pode ser interpretado como 'o fazedor de silêncio'. O silencieiro, personagem sem nome, narra o drama desesperado em que se envolve por não suportar o ruído do mundo. Tem 25 anos quando começa sua história, vive com a mãe numa casa de subúrbio, com poucos amigos (Besarión), poucas mulheres (Leila e Nina), um tio e um trabalho enfadonho. Planeja livros que não chega a escrever, deseja Leila mas casa-se com Nina e se muda para outro lugar, tem um filho, pouca coisa mais.
A essa pobreza do cotidiano - mas não desprovida de entrechoques extremos dos personagens e de circunstâncias bizarras, que vão em crescendo -, acopla-se uma escritura despojada, à primeira vista, de qualquer efeito literário, por certo capaz de amplificar o sentido daquela pobreza exatamente pelo que dispensa, subentende ou disfarça. Essa aparente escritura objetiva, neutra ou protocolar, no entanto, é trabalho de ourivesaria, pois se dissemina em todo o texto um uso particularíssimo da linguagem, o que se pode ver em qualquer passagem do livro, a exigir do leitor uma abertura para novas relações metafóricas e uma educação severa para o cultivo das elipses (que paradoxalmente 'argamassam' o texto, pela ausência). Por outro lado, o leitor vai envolvendo-se num roteiro tenso, no qual só na aparência nada acontece, levando-o a prosseguir com uma curiosidade crescente por pequenas circunstâncias tão ímpares, desencadeadas pela impossibilidade de o narrador suportar os ruídos que o cercam, desde a primeira frase do romance. E como todo o livro é narrado num tempo sempre presente, o leitor é chamado a se situar bem próximo, colado às circunstâncias, sem poder se distanciar delas.

Características

Produto sob encomenda Sim
Marca Globo Editora (Edição Digital)
Cód. Barras 9788525057457
Acabamento ebook
Início da Venda 02/06/2014
Territorialidade Brasil
Formato Livro Digital Epub
Tamanho do Arquivo 842
Proteção Drm Sim
Idioma Português
Número de Páginas 160 (aproximado)
Peso 0.00 Kg
AutorDi Benedetto,Antonio

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: O Silencieiro