Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

O Sujeito em Estado Limite (Cód: 1915703)

Rassial,Jean-jacques

Companhia De Freud

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 48,00
Cartão Saraiva R$ 45,60 (-5%) em até 1x no cartão ou em até 2x de R$ 24,00 sem juros

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


O Sujeito em Estado Limite

R$48,00

Descrição

O diagnóstico de estado limite invadiu a psicopatologia há cerca de vinte anos. Paradoxalmente, este termo, nascido da experiência psicanalítica, serviu para uma crítica profunda da clinica freudiana das psicoses, das neuroses e das perversões.
Do lado dos psicanalistas franceses, a exigência de um rigor metapsicológico conduziu a elaborações teóricas novas (J. Bergeret, A.Green) que vão muito além da fina descrição clinica dos autores anglo-saxões (entre os quais, principalmente O. Kernberg), ao passo que, depois de Lacan, alguns contestam radicalmente o uso psicanalítico deste diagnóstico não-estrutural.
Aqui, o autor, apoiando-se tanto no caso do Homem dos lobos, de Freud, quanto na teoria do sinthoma, de Lacan, e em sua própria clínica, de adolescentes e de jovens adultos em particular, propõe conceber este estado limite do sujeito como um estado da estrutura, não como uma estrutura clinica especifica. Ao encontro das elaborações freudiana e lacaniana e da clínica destes estados, ele propõe uma modelização topológica que o leva a pensar as mudanças possíveis do sinthoma.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Companhia De Freud
Cód. Barras 9788585717452
Altura 0.00 cm
I.S.B.N. 8585717459
Profundidade 0.00 cm
Idioma Português
País de Origem Brasil
Número de Páginas 169
Peso 0.44 Kg
Largura 0.00 cm
AutorRassial,Jean-jacques