Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
  • 1002198551
  • 1002198550

Organizações Não Governamentais Defensoras Dos Direitos Humanos (Cód: 8342904)

Lima, Manoel Hermes de

Appris

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 47,00 R$ 28,90 (-39%)
Cartão Saraiva R$ 27,46 (-5%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Organizações Não Governamentais Defensoras Dos Direitos Humanos

R$28,90

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

O mundo passa por transformações nos últimos três séculos. O comportamento humano bom ou mau sempre existirá, porém, hoje, com o avanço da tecnologia, o oculto se torna transparente, visto e conhecido dos povos. Esse conhecimento deve-se à evolução dos meios de comunicação. Esta é responsável por fazer o mundo e as pessoas mais próximas conhecedores dos acontecimentos ocorridos nos quatro cantos do Planeta.
Assim, hoje, em questões de segundos, tem-se ciência de fatos ocorrentes na China, na África, na Europa ou na America Latina. Nesse diapasão as sociedades aprendem como efetivar tratamento humanitário ¿ isto é, direitos humanos ¿ e representar o ser humano como a espécie mais importante na Terra, porquanto constitui o elemento que comanda e é comandado pelas regras, pelas leis e direitos.
Não adianta falar em tudo isso se não se promover e classificar o ser humano como o sujeito necessário para a realização do convívio de relações sociais, razão pela qual se torna a figura preocupante da Sociologia. Esta ciência estuda no indivíduo seu comportamento, seu relacionamento, sua comunicabilidade, sua integração com outras pessoas, enfim, a influência exercida na interação com outros seres.
A interação e a comunicação fazem nascer nas pessoas a vontade de se unir, formar grupo, organização ou entidade com vistas à realização de propósitos em prol de uma comunidade, de uma cidade, de um país e, até mesmo, de diversos países.
Nessa direção estão as ONGs internacionais, formadas por pessoas de diversas partes do mundo, mas unidas e harmônicas porque tocam e cantam a mesma melodia: a de servir à humanidade, sem preconceito, mas com o interesse de efetivar o bem comum, defender os menos favorecidos na sociedade e assim. Trilham, assim, nesse caminho fértil, com vistas à felicidade de todos os povos e à paz; pregam, ainda, a tolerância, a compreensão, o bem-estar comum das sociedades, a igualdade e as liberdades. O lema dessas organizações é construir um mundo melhor, sem discriminação, ligado pela fraternidade. Por fim, objetivam que os povos do mundo possam seguir a regra da interdependência, ou da dependência mútua.
Da Sociologia geral, nasce a Sociologia do Direito, cujo escopo apresenta o Direito como objeto da Sociologia Jurídica, em vista de o fato jurídico inteirar-se num fenômeno de conduta social, apresentado como norma.
A preocupação da Sociologia do Direito é estudar o fato, o fenômeno jurídico ou social, daí a importância nas sociedades do estudo da Sociologia Jurídica, não só como teoria, mas, sobretudo, na parte prática, dogmática, voltada para as consequências práticas dos fatos sociais.
Diante disso, a Sociologia do Direito cria nos indivíduos a necessidade de experimentar para conhecer e, então, fazer valer essas experiências ou conhecimentos práticos jurídicos geradores de benefícios às sociedades, mediante sua transformação em disposições de normas nacionais ou internacionais, funcionantes como reguladoras de comportamentos, de condutas tanto das pessoas físicas como jurídicas.
Esses comportamentos, quando harmônicos entre Estados e indivíduos estabelecem um relacionamento interativo. As normas postas, não importando a sua natureza, devem ser observadas indistintamente. Tem-se como processo a interação entre indivíduos, entidades e Estados, em vista de ser uma contingência necessária para o bem estar de todos, para a sociedade universal.
Os acontecimentos das ações de governantes de Estados, de órgãos internacionais, de organizações não governamentais chegam aos indivíduos por meio da interação social.
As ONGs nacionais e internacionais no mundo contemporâneo desenvolvem nos seus componentes humanos a personalidade de uma organização pensada não individualmente, mas em conjunto e de forma sintonizada, em função da organização.
Atualmente os grupos de indivíduos têm dado lugar às ONGs, em que as pessoas formadoras das organizações promovem relações sociais, contatam outras ONGs e assim, impulsionados a interagir trocam experiências, encontram nelas a semelhança de sentimentos, ideias e propósitos, atualizam-se com novas informações, para então passar a aplicá-los na prática na comunidade em que militam.
Da comunicação entre organizações, brota nos indivíduos a ideia de justiça, da prática de atos humanitários, de igualdade e de respeito às liberdades e aos direitos fundamentais.

Características

Peso 0.30 Kg
Produto sob encomenda Não
Editora Appris
I.S.B.N. 9788581925257
Altura 21.00 cm
Largura 14.00 cm
Profundidade 1.00 cm
Número de Páginas 252
Idioma Português
Acabamento Brochura
Cód. Barras 9788581925257
Número da edição 1
Ano da edição 2014
AutorLima, Manoel Hermes de