Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
Promoção Visa Checkout

Origem do Ocidente - A Antiguidade Grega No Jovem Nietzsche - Col. Nietzsche Em Perspectiva (Cód: 5058633)

Sampaio,Alan

Unijuí

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 24,00
Cartão Saraiva R$ 22,80 (-5%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Origem do Ocidente - A Antiguidade Grega No Jovem Nietzsche - Col. Nietzsche Em Perspectiva

R$24,00

Descrição

Este livro não pretende ser um investimento histórico ou mesmo filológico. O autor quer mostrar como a obra de Nietzsche, voltando-se para o legado grego, restitui a cena (trágica) daquela origem, conectando-a com a decadência do espírito trágico. E ele faz isso pondo em cena a ambígua relação de Nietzsche com Sócrates, concebido inicialmente como o grande consumador dessa decadência. Segundo o autor, a origem do Ocidente lançou-o numa aventura guiada pela hybris da razão, sua desmedida ilusão de servir de medida, não só para si, mas para a própria vida. O Sócrates da maiêutica não quer apenas convencer seu interlocutor, mas vencê-lo pelo raciocínio. Nietzsche, todavia, apresenta também um Sócrates musicante, que deixa entrever uma outra verdade: a razão não será divina, se não souber dançar. E este livro ensina a crer nessa verdade, pela própria habilidade hermenêutica do trabalho de seu autor. Cada povo e cada época lançam um olhar próprio à Grécia. Existe a Grécia heróica, guerreira; a Grécia política, onde nasce a democracia; a Grécia dos pensadores, do berço da cultura; a Grécia dos deuses nomeados por Homero e Hesíodo; a Grécia de um povo festivo, fascinado pela música e pelas formas, etc. Modernamente, Winckelmann defendeu o caráter apolíneo de civilidade; Nietzsche, ao contrário, ressalta a dinâmica da cultura dionisíaco-apolínea. Em O nascimento da tragédia ele regressa à origem do Ocidente. Há em Nietzsche uma postura arcaizante, uma simpatia pela vitalidade dos gregos.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora Unijuí
Cód. Barras 9788574296661
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788574296661
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 1
Ano da edição 2008
Idioma Português
Número de Páginas 200
Peso 0.29 Kg
Largura 15.00 cm
AutorSampaio,Alan