Artboard 33atençãoArtboard 18atualizarconectividadeArtboard 42boletocarrinhocartãoArtboard 45cartão SaraivacelularArtboard 42Artboard 23checkArtboard 28Artboard 17?compararcompartilharcompartilhar ativoArtboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32ebookArtboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11fecharfilmesArtboard 23gamesArtboard 4Artboard 9Artboard 6hqimportadosinformáticaArtboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44curtirArtboard 24Artboard 13livrosArtboard 24Artboard 31menumúsicaArtboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44outrospapelariaArtboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35estrelaestrela ativorelógiobuscaArtboard 50Artboard 26toda saraivaArtboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37usuárioArtboard 46Artboard 33Artboard 8seta

Os Melhores Poemas de Tomas Antonio Gonzaga (Cód: 9732035)

Eulalio,Alexandre

GLOBAL

Vendido e entregue por Saraiva

Este produto está temporariamente indisponível no site, mas não se preocupe, você pode reservá-lo para retirada em uma loja física!

Reserve seu produto na loja para retirada em até 1 hora.
Ops! Este produto está temporariamente indisponível. Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.
Ops! Este produto está temporariamente indisponível. Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 45,00

em até 1x de R$ 45,00 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 42,75 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Os Melhores Poemas de Tomas Antonio Gonzaga

R$45,00

Descrição

Marília de Dirceu, publicado em 1792, o livro de amor mais lido da língua portuguesa, conta em versos graciosos e gentis a história dos amores entre o poeta cinquentão Tomás Antônio Gonzaga e sua noiva adolescente, Maria Dorotéa Joaquina de Seixas, vivida no ambiente festeiro de Vila Rica, nos dias que antecederam a Inconfidência Mineira. O livro tocou em cheio a sensibilidade do povo, as liras foram logo musicadas e cantadas 'em serestas de esquinas e árias de salão, daí se espraiando pouco a pouco em mancha de óleo, no Reino e nos Domínios, dos serões de província aos mais remotos povoados da roça', informa Alexandre Eulálio no prefácio. O poema de amor de Dirceu e da bela Marília divide-se em dois motivos: esperança e desilusão. O primeiro está expresso nos dias de alegria, quando os noivos planejam um futuro de ventura, e o poeta, na deliciosa linguagem dos árcades, insiste em amenizar a diferença de idades, lembrando que não era um vaqueiro qualquer, mas um pastor de posses, e que se encontrava no vigor da força varonil: Eu vi o meu semblante numa fonte:/ dos anos inda não está cortado;/ os pastores, que habitam este monte,/ respeitam o poder do meu cajado. Como se vê, sob o lirismo delicado do poeta, pulsa um erotismo ardente. Como o casamento tardasse, o poeta se inquieta e lembra à amada a fugacidade de tudo: Minha bela Marília, tudo passa;/ a sorte deste mundo é malsegura;/ se vem depois dos males a ventura./ vem depois dos prazeres a desgraça. Os versos eram proféticos. Descobertos os planos de conspiração, preso o poeta, o desalento domina seus versos, escritos na prisão, mas ele procura se manter acima das desgraças: 'Eu tenho um coração maior que o mundo!'. Não tinha. Exilado em Moçambique, trata de se ajustar à nova situação, casa-se, mas nunca mais escreve versos de amor. A saudade de Marília talvez o impedisse.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora GLOBAL
Cód. Barras 9788526016460
Altura 21.00 cm
I.S.B.N. 9788526016460
Profundidade 1.00 cm
Acabamento Brochura
Número da edição 5
Ano da edição 2012
Idioma Português
Número de Páginas 242
Peso 0.28 Kg
Largura 14.00 cm
AutorEulalio,Alexandre