Artboard 33atençãoArtboard 18atualizarconectividadeArtboard 42boletocarrinhocartãoArtboard 45cartão SaraivacelularArtboard 42Artboard 23checkArtboard 28Artboard 17?compararcompartilharcompartilhar ativoArtboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32ebookArtboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11fecharfilmesArtboard 23gamesArtboard 4Artboard 9Artboard 6hqimportadosinformáticaArtboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44curtirArtboard 24Artboard 13livrosArtboard 24Artboard 31menumúsicaArtboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44outrospapelariaArtboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35estrelaestrela ativorelógiobuscaArtboard 50Artboard 26toda saraivaArtboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37usuárioArtboard 46Artboard 33Artboard 8seta

Paraísos Artificiais (Cód: 411317)

Baudelaire,Charles

L&PM

Vendido e entregue por Saraiva

Este produto está temporariamente indisponível no site, mas não se preocupe, você pode reservá-lo para retirada em uma loja física!

Reserve seu produto na loja para retirada em até 1 hora.
Ops! Este produto está temporariamente indisponível. Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.
Ops! Este produto está temporariamente indisponível. Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 19,90

em até 1x de R$ 19,90 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 18,91 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Paraísos Artificiais

R$19,90

Descrição

'Paraísos artificiais' reúne dois ensaios realizados pelo poeta seguindo o seu interesse pelos chamados estados de exaltação atingidos pelo uso de drogas, especialmente as da época: ópio e o haxixe. Este livro teve origem no poema em prosa publicado em 1851 no Messager dÁssemblé chamado Do vinho e do haxixe (incluído no final do livro). Dez anos depois, o autor de Flores do Mal (publicado e apreendido em 1857, esteve proibido até 1924 na França, período em que vendeu milhares de exemplares clandestinamente) desenvolveria o tema em duas partes: O ópio e o Poema do Haxixe. No Ópio, Baudelaire comenta e analisa o livro de Thomas De Quincey, Confissões de um comedor de ópio, de quem foi o tradutor e grande admirador. No Poema do Haxixe, o poeta fala sobre os efeitos da droga em suas experiências e na convivência com poetas, pintores e jovens intelectuais franceses, que se reuniam no Club des Hachichins, no Hotel Pimodan, onde residia Baudelaire em Paris.

Características

Produto sob encomenda Não
Editora L&PM
Cód. Barras 9788525408587
Altura 17.80 cm
I.S.B.N. 8525408581
Profundidade 1.20 cm
Acabamento Brochura
Ano da edição 1998
País de Origem Brasil
Número de Páginas 208
Peso 0.16 Kg
Largura 10.70 cm
AutorBaudelaire,Charles