Artboard 33Artboard 16Artboard 18Artboard 13Artboard 42Artboard 21Artboard 4Artboard 5Artboard 45Artboard 22Artboard 7Artboard 42Artboard 23Artboard 12Artboard 28Artboard 17?Artboard 28Artboard 43Artboard 49Artboard 47Artboard 15Artboard 32Artboard 6Artboard 22Artboard 5Artboard 25Artboard 1Artboard 42Artboard 11Artboard 41Artboard 11Artboard 23Artboard 10Artboard 4Artboard 9Artboard 6Artboard 8Artboard 7Artboard 3Artboard 12Artboard 25Artboard 34Artboard 43Artboard 44Artboard 16Artboard 24Artboard 13Artboard 5Artboard 24Artboard 31Artboard 1Artboard 12Artboard 27Artboard 30Artboard 36Artboard 44Artboard 9Artboard 17Artboard 6Artboard 27Artboard 30Artboard 29Artboard 26Artboard 2Artboard 20Artboard 35Artboard 15Artboard 14Artboard 50Artboard 26Artboard 14Artboard 40Artboard 21Artboard 10Artboard 37Artboard 46Artboard 33Artboard 8
e-book

Poesia e polícia (Cód: 9322836)

Robert Darnton; Rubens Figueiredo

Companhia Das Letras (Edição Digital)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 27,50

em até 1x de R$ 27,50 sem juros

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Poesia e polícia

R$27,50

Descrição

Um dos principais pesquisadores da história do livro e da ilustração francesa revela o poder das redes de comunicação ainda no século XVIIINa primavera de 1749, François Bonis, estudante de medicina em Paris, viu-se inesperadamente arrastado para a Bastilha por distribuir 'um poema abominável sobre o rei'. Assim teve início o caso dos Catorze, uma rigorosa operação policial contra cidadãos comuns, por terem promovido recitais de poesia sem autorização. Por que a reação oficial àqueles poemas foi tão drástica?Em Poesia e polícia, o historiador Robert Darnton acompanha esses poemas populares à medida que passam por diversos meios de difusão: copiados em tiras de papel, ditados de uma pessoa para outra, memorizados e declamados para uma plateia. Conclui, porém, que a divulgação mais eficaz se dava por meio da música, quando os versos eram cantados em melodias bem conhecidas. As letras muitas vezes se referiam a fatos recentes ou revelavam atitudes populares a respeito da corte real. Através da análise dessas canções - que constituem uma crônica das questões públicas da França oitocentista -, Darnton mostra, com brilhantismo, que as letras transmitiam mensagens pelas ruas de Paris durante um período de descontentamento crescente, formando assim uma complexa rede de comunicação, a qual permitia que a informação circulasse numa sociedade semiafalbetizada. Com lucidez e muita verve narrativa, Darnton revela a importância dos intercâmbios orais na história da comunicação e também o poder das redes 'virais', muito antes da era da internet.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Não
Marca Companhia Das Letras (Edição Digital)
Idioma 333
Acabamento e-book
Cód. Barras 9788580869613
AutorRobert Darnton; Rubens Figueiredo