Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
e-book

Questão de ênfase (Cód: 9322913)

Susan Sontag

Companhia Das Letras (Livros Digitais)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 38,00
Cartão Saraiva R$ 38,00

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Questão de ênfase

R$38,00

Descrição

Susan Sontag, que morreu em dezembro de 2004, foi uma das mais influentes intelectuais contemporâneas. Polivalente, era a primeira a reconhecer a própria voracidade: 'Admito para mim mesma que me interesso por tudo'. É por isso que ela nunca se contentou apenas com a crítica literária, e desde os anos 1960 vinha aliando o ensaísmo mais rigoroso a um incessante ativismo político. Sontag esteve entre os poucos intelectuais que decidiram manifestar sua solidariedade à capital da Bósnia, sitiada e bombardeada diariamente pelos sérvios. 'Esperando Godot em Sarajevo', incluído nesta coletânea, relata a estadia de Sontag na cidade, onde foi dirigir uma versão da famosa peça de Samuel Beckett, em 1993. O espetáculo estreou à luz de velas (a energia elétrica tinha sido cortada) e ao som de bombas e tiros de franco-atiradores. 'Cultura, cultura séria, é uma expressão da dignidade humana', afirmava Sontag. Para ela, a indústria do entretenimento e da vulgaridade, das quais era antiga adversária, não se dissociavam, no mundo contemporâneo, do horror vivido na ex-Iugoslávia e da omissão das potências ocidentais. Os ensaios dedicados à literatura e às artes visuais, por outro lado, mostram o mesmo interesse pelo mundo. Seus comentários se voltam para artistas e escritores de toda parte: Jorge Luis Borges, Roland Barthes, Robert Mapplethorpe, Joseph Brodski, Juan Rulfo, Elizabeth Hardwick, Danilo Kiš, entre muitos outros. Daí não ser surpresa que a autora inclua neste livro seu longo ensaio sobre Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. Para essa escritora ativamente cosmopolita, a obra-prima machadiana 'é um dos livros mais divertidamente não-provincianos jamais escritos'.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Companhia Das Letras (Livros Digitais)
Número de Páginas 448 (aproximado)
Idioma 333
Acabamento e-book
Territorialidade Internacional
Formato Livro Digital Epub
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Início da Venda 28/03/2005
Código do Formato Epub
Cód. Barras 9788580865325
Ano da Publicação 105
AutorSusan Sontag