Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
e-book

Rede de Dormir - Uma Pesquisa Etnográfica (Cód: 7733054)

Luís da Câmara Cascudo

Global Editora (Livros Digitais)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 31,50 R$ 22,05 (-30%)
Cartão Saraiva R$ 22,05

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Rede de Dormir - Uma Pesquisa Etnográfica

R$22,05

Descrição

Durante séculos, milhões de brasileiros nasceram, viveram, amaram e morreram em cima dela. No sertão, ela envolvia os mortos conduzidos ao cemitério. Cantada por poetas, chamada carinhosamente de 'mãe veia', mãe velha, pelos mais antigos, a rede de dormir atravessou os tempos sem que ninguém lhe dedicasse pesquisa, estudo ou análise. O primeiro trabalho sobre o assunto, pioneiro e insuperável, é esse Rede de Dormir, de Luís da Câmara Cascudo.
Estudioso e apaixonado pela rede, já na introdução do livro, Cascudo faz a defesa de sua insuperável comodidade, comparada à cama: 'O leito obriga-nos a tomar seu costume, ajeitando-nos nele, procurando o repouso numa sucessão de posições. A rede toma o nosso feitio, contamina-se com os nossos hábitos, repete, dócil e macia, a forma do nosso corpo'. Como em todos os seus estudos, Cascudo esgota o tema, indo sempre muito além do que propõe o título. Assim, Rede de Dormirnão se limita à pesquisa etnográfica, como afirma o subtítulo do livro, mas passeia pela história, a sociologia, o folclore, reproduz registros literários.
De origem indígena ('até prova em contrário a rede possui o copyright sul-americano', observa Cascudo), a rede seduziu o colonizador ao primeiro embalo. Pero Vaz de Caminha, o primeiro europeu a registrá-la, batizou-a com o nome que atravessaria os tempos, devido à semelhança de suas malhas com a rede de pescar. Parte da vida do brasileiro, confeccionada em cipó ou algodão, com o tempo sofisticou-se em variados modelos, com as suas varandas maiores ou menores, símbolo de poder social, as franjas, exibidas vaidosamente, as cores, outro símbolo de distinção, sendo as brancas de uso tradicional da aristocracia rural.
Rede de Dormir é uma excelente leitura para ser feita na poltrona favorita, na cama ou, de preferência, ao embalo da rede.

Características

Peso 0.00 Kg
Produto sob encomenda Sim
Marca Global Editora (Livros Digitais)
Idioma Português
Acabamento e-book
Territorialidade Brasil
Formato Livro Digital Epub
Gratuito Não
Proteção Drm Sim
Tamanho do Arquivo 3686
Início da Venda 05/10/2012
VOLUME 1
Cód. Barras 9788526017269
Número da edição 1
Ano da edição 2012
Ano da Publicação 2012
Mês da Publicação OUTUBRO
AutorLuís da Câmara Cascudo