Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8
Livro Digital

Represálias selvagens (Cód: 9322968)

Gay, Peter; Rosaura Eichenberg

Companhia Das Letras (Livros Digitais)

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 26,00
Cartão Saraiva R$ 26,00

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Represálias selvagens

R$26,00

Descrição

Peter Gay investiga os romances realistas do século XIX como fontes inesgotáveis de documentação para a compreensão histórica do período. Nos três ensaios que compõem este livro sucinto e brilhante, Peter Gay mobiliza sua proverbial erudição para analisar alguns dos romances-chave do realismo no século XIX: Casa sombria (1853), de Charles Dickens; Madame Bovary (1857), de Gustave Flaubert; e Os Buddenbrook (1901), de Thomas Mann.O autor demonstra que as obras mais representativas do realismo literário constituem documentos de valor inestimável para o historiador interessado. A 'verdade' da obra de arte, para Gay, é frequentemente mais confiável e informativa que a enorme massa de dados documentais que costuma balizar as pesquisas sobre o período. No caso sintomático de Madame Bovary, por exemplo, o autor destaca como o incansável apetite investigativo de Flaubert, que consultou centenas de livros para construir a verossimilhança de seus personagens e dos eventos narrados no romance, converte o livro num autêntico compêndio informativo sobre o cotidiano da pequena burguesia provinciana.O filtro da ficção torna ainda mais aguçadas as vingativas ironias dos três gigantes do realismo europeu, que quando lidos com a devida ênfase documental se convertem em grandes cronistas da história.

Características

Produto sob encomenda Sim
Marca Companhia Das Letras (Livros Digitais)
Cód. Barras 9788580861068
Acabamento ebook
Territorialidade Brasil
Proteção Drm Sim
Ano da Publicação 110
Peso 0.00 Kg
AutorGay, Peter; Rosaura Eichenberg

Avaliações

Avaliação geral: 0

Você está revisando: Represálias selvagens