Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

Retrato de Uma Espiã - Uma Rede Terrorista Ameaça A Paz Mundial e Só Uma Mulher... (Cód: 4884565)

Carina, Claudio

Arqueiro

Ooopss! Este produto está temporariamente indisponível.
Mas não se preocupe, nós avisamos quando ele chegar.

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

Economize até R$ 2,99

R$ 26,91 (-10%) em até 1x no crédito R$ 26,91 (-10%) no boleto
R$ 29,90
Cartão Saraiva R$ 26,91 (-10%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Retrato de Uma Espiã - Uma Rede Terrorista Ameaça A Paz Mundial e Só Uma Mulher...

R$29,90

Descrição

Aposentado do serviço secreto israelense, o restaurador de arte Gabriel Allon decide passar um fim de semana em Londres com sua esposa, Chiara. Mas seus sentidos estão sempre em alerta, sobretudo depois dos recentes atentados suicidas em Paris e Copenhague.



Em meio à multidão, Gabriel detecta um suspeito. Um homem-bomba. Quando está prestes a atirar para matar, ele é detido pela polícia britânica e acaba presenciando um terrível massacre.



Já de volta à sua casa na Cornualha e ainda assombrado por não ter sido capaz de impedir o ataque, o agente é convocado a comandar um esquema global contra a guerra santa muçulmana. Uma nova rede terrorista se espalha pela Europa e só há uma solução para derrotá-la: infiltrar um agente duplo.


A espiã ideal é uma bilionária saudita que vive de dissimulações, transitando entre os mundos islâmico e ocidental. Treinada por Allon, ela deve evitar que o terror se dissemine.



Numa trama que espelha as tensões e conflitos da atualidade, Gabriel precisa identificar o inimigo para, enfim, chegar a seu covil: o plácido porém implacável deserto da Arábia Saudita.

Características

Peso 0.38 Kg
Produto sob encomenda Sim
Editora Arqueiro
I.S.B.N. 9788580411393
Altura 23.00 cm
Largura 16.00 cm
Profundidade 1.00 cm
Número de Páginas 304
Idioma Português
Acabamento Brochura
Cód. Barras 9788580411393
Número da edição 1
Ano da edição 2013
AutorCarina, Claudio

Leia um trecho

PARTE UM
Morte No Jardim
1
Península Do Lagarto, Cordoalha

Foi o Rembrandt que resolveu o mistério de uma vez por todas. Mais tarde, nas estranhas lojas onde faziam suas compras e nos pequenos e escuros pubs à beira-mar onde tomavam seus drinques, eles iriam recriminar uns aos outros por não terem percebido os sinais óbvios e dariam boas risadas de algumas de suas mais extravagantes teorias sobre a verdadeira natureza do trabalho dele.
Pois nem em seus sonhos mais loucos alguém pensou na possibilidade de o homem taciturno que morava no extremo da enseada de Gunwalloe ser um restaurador de arte, quanto mais um restaurador mundialmente famoso. Não era o primeiro forasteiro a surgir na Cornualha com um segredo, mas poucos o tinham guardado com tanto zelo e tanta classe. Havia chamado atenção a maneira peculiar com que ele conseguira uma casa para si mesmo e sua linda esposa, muito mais jovem.
Depois de escolher o pitoresco chalé do penhasco – sem que ninguém soubesse –, pagou os doze meses de aluguel adiantado, e um obscuro advogado em Hamburgo cuidou discretamente de toda a papelada. Ocupou o chalé duas semanas depois, como se estivesse liderando um ataque a um posto avançado inimigo. Os que o encontraram em suas primeiras incursões no vilarejo ficaram surpresos com sua notável falta de franqueza. Ele parecia não ter nome – pelo menos não um que quisesse compartilhar – nem um país de origem que qualquer um conseguisse identificar. Duncan Reynolds, aposentado havia trinta anos do trabalho na ferrovia e considerado o mais mundano dos moradores de Gunwalloe, o descreveu como “um homem enigmático”, enquanto outras definições variavam entre “reservado” e “insuportavelmente mal-educado”. Mesmo assim, todos concordavam que, para o bem ou para o mal, o pequeno vilarejo no oeste da Cornualha tinha se tornado um lugar muito mais interessante. Com o passar do tempo, descobriram que o nome dele era Giovanni Rossi e que, como sua esposa, era descendente de italianos. E tudo se tornou ainda mais estranho quando eles começaram a notar carros do governo cheios de homens rondando as ruas do vilarejo tarde da noite.
Depois foram os dois sujeitos que às vezes pescavam na enseada. A opinião de todos é que eram os piores pescadores que já tinham visto. Aliás, a maioria supôs que nem fossem mesmo pescadores. Como costuma acontecer em pequenos vilarejos como Gunwalloe, teve início um intenso debate sobre a verdadeira identidade do recém-chegado e a natureza de seu trabalho – um debate que afinal cessou com a descoberta do Retrato de uma jovem, óleo sobre tela, de 104 por 86 centímetros, de Rembrandt van Rijn.
Nunca se soube exatamente quando o quadro chegou. Achavam que havia sido em meados de janeiro, pois foi quando perceberam uma mudança drástica em sua rotina.
Um dia ele estava andando pelos penhascos escarpados da península do Lagarto como se estivesse lutando contra uma consciência culpada; no dia seguinte estava diante de um cavalete na sala de estar, um pincel numa das mãos e uma paleta na outra, ópera tocando tão alto que seu lamento podia ser ouvido do outro lado de Mount’s Bay em Marazion.
Como seu chalé era muito próximo do Caminho Costeiro, era possível – se alguém parasse no lugar exato e esticasse o pescoço no ângulo certo – vê-lo em seu estúdio. No início, imaginaram que estivesse trabalhando numa pintura de sua autoria. Mas com o lento passar das semanas, ficou claro que ele estava envolvido no ofício conhecido como conservação ou, mais comumente, restauração.
 – Que diabo significa isso? – perguntou Malcolm Braithwaite, um pescador de lagosta aposentado que cheirava sempre a mar, certa noite no Lamb and Flag Pub.
– Significa que ele está consertando aquela coisa – respondeu Duncan Reynolds.
– Uma pintura é como um ser vivo, respirando. Quando fica velha, esfarela e se enruga. Como você, Malcolm. – Ouvi dizer que é uma jovem.
– Bonitinha – disse Duncan, assentindo.
– Bochechas da cor de maçãs. Com certeza é comível.
– Nós conhecemos o pintor?
– Ainda estamos averiguando.
E averiguaram mesmo. Consultaram muitos livros, buscaram em muitos sites, foram atrás de pessoas que sabiam mais sobre arte do que eles – uma categoria que incluía a maior parte da população do oeste da Cornualha. Finalmente, no início de abril, Dottie Cox, da loja do vilarejo, tomou coragem para simplesmente perguntar à linda jovem italiana sobre a pintura quando ela veio fazer compras na cidade.
A mulher se esquivou da pergunta com um sorriso ambíguo e, com a sacola de palha ao ombro, voltou para a enseada, o cabelo exuberante agitado pelo vento da primavera. Minutos depois de sua chegada, o lamento da ópera cessou e as persianas das janelas do chalé se fecharam.
Continuaram fechadas ao longo da semana seguinte, quando o restaurador e a esposa desapareceram de repente. Durante vários dias, os moradores de Gunwalloe temeram que eles não voltassem mais, e alguns se repreenderam por terem bisbilhotado e se intrometido nos negócios particulares do casal.