Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 15 Artboard 21 Artboard 1 Artboard 2 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 9 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 8 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 13 Artboard 23 Artboard 10 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 20 Artboard 6 Artboard 11 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 19 Artboard 7 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 4 Artboard 14 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 12 Artboard 17 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 19 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 18 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 48 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 16 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 29 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 3 Artboard 3 Artboard 46 Artboard 8

Sexo Na Lua (Cód: 3736638)

Mezrich, Ben

Intrinseca

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 34,90 R$ 5,90 (-83%)
Cartão Saraiva R$ 5,61 (-5%) em até 1x no cartão

Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total: R$0,00

Em até 1x sem juros de R$ 0,00


Sexo Na Lua

R$5,90

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

Após ser selecionado para o competitivo programa de estágios da Nasa, o universitário Thad Roberts sonha em ser o primeiro homem em Marte, mas uma paixão avassaladora o tira de órbita. Como muitos homens, ele promete dar a Lua de presente para a amada – e decide cumprir a promessa ao pé da letra. Transforma a fantasia em realidade ao pôr em prática um audacioso plano para roubar amostras lunares trazidas pelas missões Apollo e mantidas em um laboratório
aparentemente inexpugnável. Em Sexo na Lua, o jornalista Ben Mezrich reconstitui a história real de um roubo que parece ter sido inventado pela mente criativa de um roteirista de Hollywood. Apoiado em pesquisas meticulosas e entrevistas com os principais envolvidos, Mezrich constrói uma narrativa de ritmo alucinante, que prende o
leitor da primeira à última página.

Características

Peso 0.44 Kg
Produto sob encomenda Sim
Editora Intrinseca
I.S.B.N. 9788580571349
Altura 23.00 cm
Largura 16.00 cm
Profundidade 1.00 cm
Número de Páginas 272
Idioma Português
Acabamento Brochura
Cód. Barras 9788580571349
Número da edição 1
Ano da edição 2012
AutorMezrich, Ben

Leia um trecho

Havia algo vagamente assustador em relação aos fi chários. De um tom branco-sujo, presos por três argolas, fileira atrás de fileira, erguiam-se nas estantes de metal ondulado semelhantes a arranha-céus que obscureciam as quatro paredes daquela sala apertada e quase sem janelas no primeiro andar. O problema não estava exatamente na cor dos fichários, um tom que não poderia ser encontrado na natureza, nem mesmo em um lugar com tanta abundância natural quanto Salt Lake City, em Utah. Também não estava nas letras negras de forma que percorriam a lombada de cada um deles, declarando seu conteúdo em uma linguagem que poderia ser compreendida por um aluno do quarto ano. Era a ideia por trás daquela metrópole de papel pardo. Aquilo que os fi chários representavam: uma escala na busca do signifi cado da vida. Talvez não do significado da vida — mas certamente de seu rumo. Thad Roberts estava de pé diante de uma das imensas estantes, com as mãos nervosas enfiadas nos bolsos profundos de seu largo casaco verde. Os tufos de cabelo, desarrumados pelo vento, com fi os castanho-claros, lançavam sombras intrincadas nas maçãs do rosto. Ele imaginava que uma sala como aquela existia em todas as cidades do país, talvez no mundo inteiro. É provável que qualquer campus universitário tenha um lugar como aquele. Sem dúvida, muitas pareciam mais glamourosas do que aquela caixa retangular repleta de fichários que era o centro vocacional da Universidade de Utah, mas a essência do local devia ser a mesma em todo o globo terrestre. Um lugar ligeiramente aterrorizante onde almas perdidas se reuniam em busca de um futuro, ou ao menos para procurar pelo tipo de futuro que podia ser encontrado entre as capas de um reluzente fichário de três argolas. Mal passava das 19h10, porém Thad já oscilava suas botas Timberland maltratadas pela lama enquanto examinava as prateleiras pela centésima vez — pelo menos assim lhe parecia. Encontrava-se no centro vocacional havia duas horas e, a essa altura, escolhia os malditos fichários de forma quase aleatória. Tinha retirado meia dúzia de pastas das prateleiras, empilhando-as sobre uma das pequenas escrivaninhas de madeira alinhadas no interior da sala atrás dele: consultor fi nanceiro, geólogo, controlador de tráfego aéreo, fisioterapeuta. Nenhuma dessas opções lhe dizia nada, e ele estava quase no limite. Lutava contra a vontade de derrubar o resto dos fichários das estantes com as duas mãos, fechar os olhos e se decidir pelo que estivesse no alto da pilha. Jogue os dados e arranje uma vida. Ele piscou com força, tentando desembaçar seus olhos verde-citrino, em geral luminosos. Ou talvez fosse apenas a hora de desistir. Já tinha passado tempo demais por ali. E não estava nem um pouco mais próximo de descobrir o que fazer com a própria vida.