Artboard 33 Artboard 16 Artboard 18 Artboard 42 Artboard 21 Artboard 5 Artboard 45 Artboard 22 Artboard 42 Artboard 23 Artboard 17? Artboard 28 Artboard 43 Artboard 49 Artboard 47 Artboard 38 Artboard 32 Artboard 22 Artboard 5 Artboard 25 Artboard 1 Artboard 42 Artboard 11 Artboard 41 Artboard 23 Artboard 4 Artboard 9 Artboard 6 Artboard 7 Artboard 3 Artboard 12 Artboard 25 Artboard 34 Artboard 43 Artboard 44 Artboard 39 Artboard 24 Artboard 13 Artboard 24 Artboard 31 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 36 Artboard 44 Artboard 17 Artboard 6 Artboard 27 Artboard 30 Artboard 29 Artboard 26 Artboard 2 Artboard 20 Artboard 35 Artboard 15 Artboard 14 Artboard 50 Artboard 26 Artboard 40 Artboard 21 Artboard 10 Artboard 37 Artboard 46 Artboard 8

Sombras do Iluminismo (Cód: 1574709)

Bulcão Neto,Manuel Soares

7 Letras

Ooops! Este produto não está mais a venda.
Mas não se preocupe, temos uma versão atualizada para você.

Ooopss! Este produto está fora de linha, mas temos outras opções para você.
Veja nossas sugestões abaixo!

R$ 29,00

em até 1x de R$ 29,00 sem juros
Cartão Saraiva: 1x de R$ 27,55 (-5%)

Total:

Em até 1x sem juros de


Crédito:
Boleto:
Cartão Saraiva:

Total:

Em até 1x sem juros de


Sombras do Iluminismo

R$29,00

Quer comprar em uma loja física? Veja a disponibilidade deste produto

Entregas internacionais: Consulte prazos e valores de entrega para regiões fora do Brasil na página do Carrinho.

ou receba na loja com frete grátis

X
Formas de envio Custo Entrega estimada

* Válido para compras efetuadas em dias úteis até às 15:00, horário de Brasília, com cartão de crédito e aprovadas na primeira tentativa.

X Consulte as lojas participantes

Saraiva MegaStore Shopping Eldorado Av. Rebouças, 3970 - 1º piso - Pinheiros CEP: 05402-600 - São Paulo - SP

Descrição

“Se as ciências empíricas – Física, Química, Biologia etc. – foram capazes de criar artefatos tecnológicos cuja utilidade transcende os particularismos culturais, então é de se concluir que se trata de um conhecimento objetivo. Dessarte, não seria razoável aventar que, através das regras metodológicas que produzem tal conhecimento (o método científico-experimental), podemos chegar a uma cosmovisão igualmente objetiva, ‘transcultural’? O Iluminismo, chama intelectual que acendeu as labaredas das revoluções liberal-democráticas e socialistas, representa o despertar desta fé: convicção de que a ciência é capaz de desvelar valores universais; crença numa verdade objetiva ‘libertadora’.
Ocorre que, da entranha do Iluminismo, surgiram ideologias ‘cientificistas’ que, em vez de alargarem a realidade, submeteram-na mais uma vez a leitos de Procusto; no lugar de libertarem os homens, sujeitaram-nos a novas camisas-de-força; e que, longe de celebrarem a diversidade e a igualdade na diferença, cultivaram o ódio, o ressentimento, o hierarquismo das hordas e a intolerância. A escuridão que Diderot, D’Alembert, Voltaire e Condorcet sonharam em debelar, a tríade cientificista da nossa época – darwinismo social, liberalismo econômico ortodoxo e socialismo ‘científico’ – apenas a substituiu por uma espécie de ‘cegueira branca’.
Com o falhanço das cosmovisões cientificistas, inaugurou-se um período de incerteza e confusão. Assim como as águas de um rio que teve o curso interrompido tendem a ocupar antigos leitos, muitas pessoas, hoje, desiludidas com a ciência e desconfiadas da razão, voltam o olhar para o passado, para a infância da espécie, em busca de algo sólido que lhes sirva de referência e escora. Como que acometidas de agorafobia moral, trocam os grandes ideais da humanidade pelos pequenos valores da raça e da tribo. Esses indivíduos, acometidos pela nostalgia da Terra plana, são os que engrossam as falanges do fundamentalismo religioso de todas as extrações (cristão, islâmico, judaico, hindu etc.), terrível atavismo que, a médio prazo, pode arrastar a humanidade para uma nova e talvez definitiva idade das trevas.
O presente ensaio é uma breve reflexão sobre esta era de incertezas. Trata-se de um texto escrito com fé: fé nos homens e na razão; convicção firme de que no meio da fruta podre do Iluminismo existe uma semente viva e fecunda. Esta semente brotará!”

Características

Peso 0.26 Kg
Produto sob encomenda Não
Editora 7 Letras
I.S.B.N. 8575773135
Altura 21.00 cm
Largura 14.00 cm
Profundidade 1.00 cm
Número de Páginas 187
Idioma Português
Acabamento Brochura
Cód. Barras 9788575773130
Número da edição 1
Ano da edição 2006
País de Origem Brasil
AutorBulcão Neto,Manuel Soares